Gilbués - PI

MP investiga pagamentos de diárias ao ex-prefeito Chiquinho

A portaria nº 001/2019 foi assinada pelo promotor de Justiça José Sérvio de Deus Barros, na quarta-feira (16).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí instaurou inquérito civil para investigar irregularidades na gestão do ex-prefeito de Gilbués, Francisco Pereira de Sousa, mais conhecido como Chiquinho. A portaria nº 001/2019 foi assinada pelo promotor de Justiça José Sérvio de Deus Barros, na quarta-feira (16).

O objetivo é investigar irregularidades na concessão e pagamentos de diárias pelo Município de Gilbués ao então prefeito, durante os exercícios financeiros de 2013 a 2016, bem como de suposta decretação irregular de falências das Secretarias Municipais de Saúde e Educação.

Segundo a portaria, foi aberta inicialmente uma notícia de fato para investigar as irregularidades, mas o prazo para a sua conclusão se esgotou e por haver a necessidade de investigação para subsidiar a eficaz atuação do Ministério Público, foi instaurado o inquérito.

O membro do MP determinou envio de ofício à Prefeitura Municipal de Gilbués, requisitando cópias das solicitações/requisições de diárias e dos recibos de pagamentos emitidos em favor do ex-prefeito Francisco Pereira de Sousa relativos aos anos de 2013 a 2016 e cópias de eventuais decretos reguladores expedidos sobre este assunto pelo Poder Público Municipal no mesmo período.

Outro lado

O ex-prefeito Chiquinho não foi localizado pelo GP1.