Piauí

MPF fiscaliza campanha de vacinação contra sarampo no Piauí

Um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde no dia 29 de outubro, o Piauí aparece como o terceiro estado do Nordeste com a menor meta de vacinação contra o sarampo.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal no Piauí, por meio do procurador da república Tranvanvan da Silva Feitosa, instaurou procedimento administrativo com o objetivo de fiscalizar a Campanha de Vacinação Contra o Sarampo do Ministério da Saúde após o Piauí ficar abaixo da meta de vacinação.

No Estado do Piauí já foram confirmados oito casos de sarampo e 33 estão sendo investigados. Um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde no dia 29 de outubro, o Piauí aparece como o terceiro estado do Nordeste com a menor meta de vacinação contra o sarampo, após atingir 88,19% da cobertura vacinal. Conforme o Ministério da Saúde, a segunda etapa da campanha de vacinação está prevista para começar em 18 de novembro.

  • Foto: Divulgação/AscomVacinação contra o sarampoVacinação contra o sarampo

Na portaria de nº 17, de 4 de novembro, o procurador instaurou o procedimento e pediu que fosse encaminhado ofício para a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí para que preste informações acerca da execução da Campanha de Vacinação Contra o Sarampo do Ministério da Saúde, denominada Vacina Brasil.

“Assente interesse público que permeia o caso em testilha, em função do aspecto relacionado à preservação da saúde pública, sobretudo no ponto relacionado à defesa e preservação da vida e incolumidade das pessoas”, afirmou o procurador.