São Gonçalo do Gurguéia - PI

MPF investiga contratação de médico pelo ex-prefeito Anderson Luiz

Com o fim do prazo de investigação do procedimento preparatório, Humberto de Aguiar decidiu instaurar o inquérito civil para apurar eventual prática de ato de improbidade administrativa.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O procurador Humberto de Aguiar Araújo, do Ministério Público Federal, decidiu instaurar inquérito civil contra o ex-prefeito de São Gonçalo do Gurguéia, Anderson Luiz Alves dos Santos Figueiredo, mais conhecido como Decym, para investigar ato de improbidade administrativa.

Na portaria de nº 8, de 31 de janeiro, o procurador explica que foram realizadas diligências referentes a um procedimento preparatório de 2015 que foi instaurado para apurar "indícios de possível prática de improbidade administrativa, consistente na inscrição de profissional de odontólogo, por parte da prefeitura de São Gonçalo do Gurguéia, para que recebesse o incentivo financeiro federal, sem, contudo, a efetiva prestação de serviços, causando dano ao erário e infringindo princípios da administração pública”.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ministério Público Federal Ministério Público Federal

Com o fim do prazo de investigação do procedimento preparatório, Humberto de Aguiar decidiu instaurar o inquérito civil para apurar eventual prática de ato de improbidade administrativa, referente a irregularidades na contratação do dentista Moacyr Ribeiro Junior para fazer parte do Programa Saúde da Família no município de São Gonçalo do Gurguéia.

O procurador ainda determinou a intimação do médico Moacyr Ribeiro Júnior e do responsável pelo Fundo Municipal de Saúde, Jorge Luís Vargas da Silva, para que eles apresentam informações sobre o caso.

Outro lado

Procurado pelo GP1 nesta quarta-feira (08), o ex-prefeito não foi localizado para comentar o caso.