Palmeira do Piauí - PI

MPF investiga denúncia de prefeitura contra ex-prefeito Diouro

O convênio foi firmado para a construção de 3.256,12 metros de pavimentação poliédrica na localidade Ananjána, na zona rural do município.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal no Piauí, por meio procurador Saulo Pinhares da Rocha, instaurou um inquérito civil com o objetivo de investigar a gestão do ex-prefeito de Palmeira do Piauí, João Martins da Luz, mais conhecido como "Diouro".

Na portaria de nº 27, de 19 de setembro, o procurador afirmou que recebeu uma representação da prefeitura de Palmeira do Piauí alegando omissão na prestação de contas do convênio nº 7.93.07.0255/00, firmado com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI) Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI)

A falta de prestação de contas teria prejudicado a atual gestão. O convênio foi firmado para a construção de 3.256,12 metros de pavimentação poliédrica na localidade Ananjána, na zona rural do município, no valor total de R$ 125.000,00 e foi assinado no dia 16/01/2009 com vigência de 180 dias.

“O Ministério Público é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis”, afirmou o procurador.

Outro lado

Diouro não foi localizado pelo GP1.