Altos - PI

MPF investiga falta de segurança na Floresta Nacional de Palmares

A portaria nº 6 foi assinada pelo procurador da República, Marco Aurélio Adão, no dia 2 de maio.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal no Piauí instaurou procedimento administrativo para investigar denúncia sobre a falta de segurança na Floresta Nacional de Palmares (Flona de Palmares), localizada no Município de Altos, local frequentado por pesquisadores. A portaria nº 6 foi assinada pelo procurador da República, Marco Aurélio Adão, no dia 2 de maio.

O objetivo é acompanhar as medidas adotadas para a garantia da segurança de pesquisadores e demais visitantes da Floresta Nacional, que é administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

O procurador considerou constantes notícias de assaltos e ocupação do local por detentos da Colônia Agrícola Major César de Oliveira.

O membro do MPF determinou a expedição de ofício para a direção da unidade de conservação a fim de que preste informações atualizadas sobre a persistência dos noticiados assaltos e ocupação do local por detentos da Colônia Agrícola Major César de Oliveira, além de esclarecer que medidas já foram adotadas para resolução desse problema.

Flona de Palmares

A Floresta Nacional (Flona) de Palmares é uma unidade de conservação (UC) federal de uso sustentável criada em fevereiro de 2005. Com área de 170 hectares, localizada no município de Altos, é a primeira e única unidade de conservação de uso sustentável na categoria de Floresta Nacional.

Entre os seus objetivos estão: promover o manejo e uso múltiplo dos recursos florestais, a pesquisa científica, a manutenção das espécies nativas e a proteção dos recursos naturais, além da recuperação de áreas degradadas e educação ambiental.

Outro lado

Nenhum responsável pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade foi localizado para comentar a investigação.