Novo Santo Antônio - PI

MPF investiga irregularidades na gestão do ex-prefeito Edgar Bona

O inquérito civil foi instaurado no último dia 24 de abril de 2017 pelo Procurador da República, Israel Gonçalves Santos Silva.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Procurador da República, Israel Gonçalves Santos Silva, instaurou inquérito civil no dia 24 de abril para investigar irregularidades na execução de obras pela prefeitura de Novo Santo Antônio na gestão do ex-prefeito Edgar Bona.

O procurador explicou que incialmente foi instaurado, no ano de 2016, um procedimento preparatório após receber representação informando sobre possíveis irregularidades em pagamentos efetuados à empresa Nogueira & Alencar Ltda-ME (DIMAX) para aquisição de mobiliário com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e materiais de expediente e limpeza destinados à creche do município.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Israel Gonçalves,Procurador Regional EleitoralIsrael Gonçalves

Israel Gonçalves afirmou que “o gestor apresentou esclarecimentos, informando que a obra de construção da creche para a qual deveria ter sido entregue o material adquirido não foi concluída (PAC 201832/2011) e, por esta razão, destinou o material para outra creche do município”.

Com base nisso o FNDE informou em novembro de 2016 que o prefeito não havia apresentado a prestação de contas dos recursos do Termo de Compromisso PAR nº 8836, firmado em 2013, uma vez que o sistema não se encontrava disponível para recebimento das contas em comento.

O procurador irá então investigar possível omissão na prestação de contas dos recursos do Termo de Compromisso PAR nº 8836/2013, firmado entre o FNDE e o município de Novo Santo Antônio.

Outro lado

Procurado pelo GP1 neste sábado (29), Edgar Bona não foi localizado para comentar a investigação.