Ribeira do Piauí - PI

MPF investiga representação contra ex-prefeita Irene Mendes

A portaria nº 11, de 18 de janeiro, foi assinada pelo procurador da República Igor Lima Goettenauer de Oliveira.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra a ex-prefeita de Ribeira do Piauí, Irene Mendes da Silva Cronemberger, e a empresa Universal Locações e Serviços Ltda. A portaria nº 11, de 18 de janeiro, foi assinada pelo procurador da República Igor Lima Goettenauer de Oliveira.

O objetivo é investigar representação relatando possíveis irregularidades referentes à execução do convênio TC PAC2 n° 4361/2013, que tinha por objeto a construção de uma quadra poliesportiva na sede do município de Ribeira do Piauí, no valor de R$ 509.292,09.

Consta na portaria que o inquérito civil é procedimento investigatório, instaurado e presidido pelo Ministério Público, destinado a apurar a ocorrência de fatos que digam respeito ou acarretem danos efetivos ou potenciais a interesses que lhe incumba defender, servindo como preparação para o exercício das atribuições atinentes às suas funções institucionais.

Foi determinado que os autos sejam mantidos conclusos tendo em vista a necessidade de aguardar a resposta acerca da prestação de contas que ainda não foi encaminhada pela Municipalidade ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE, bem como sobre o saneamento das irregularidades identificadas pelo órgão fiscalizador.

Outro lado

A ex-prefeita Irene e o responsável pela empresa não foram localizados pelo GP1.