Teresina - PI

Mulher esfaqueada pelo ex-marido em Teresina é ouvida por delegada

Maria de Nazaré de Sousa Pereira prestou depoimento nesta segunda-feira (12) a delegada Luana Alves, do Núcleo de Feminicídio da Polícia Civil do Piauí.

THAIS GUIMARÃES
DE TERESINA
- atualizado

Maria de Nazaré de Sousa Pereira, que foi esfaqueada pelo ex-companheiro, Raimundo Alves dos Santos, na última sexta-feira (09) em Teresina, prestou depoimento nesta segunda-feira (12) à delegada Luana Alves, do Núcleo de Feminicídio da Polícia Civil do Piauí.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Luana AlvesLuana Alves

Para a delegada, não há dúvidas de que a intenção de Raimundo era matar a então companheira. “Ela esclareceu que já sofria ameaças, que a confusão com o marido já vinha do dia anterior, tanto que ela nem dormiu em casa de quinta-feira para sexta-feira [dia do crime], porque já estava com medo dele. O depoimento dela foi muito esclarecedor, vamos finalizar com algumas testemunhas, mas está bem claro que a intenção dele era matar a vítima”, falou ao GP1.

A vítima relatou ainda que o agressor já tentou assassiná-la outras vezes, uma delas, dentro da penitenciária onde ele cumpria pena. “Ele já agrediu ela dentro da penitenciaria, não é o primeiro crime que comete. Ela foi fazer uma visita, lá ele tentou agredi-la com uma barra de ferro e foi contido por agentes penitenciários e por outros presos, que impediram que ele a matasse. Ele estava preso por ter matado uma companheira”, afirmou Luana Alves.

Por fim, a delegada informou que tem dez dias para concluir o inquérito policial, visto que se trata de uma autuação em flagrante. Creio que vamos concluir na sexta-feira (16), porque conclui no domingo e antecipamos para sexta, daí encaminharemos ao Poder Judiciário”, pontuou.

Relembre o caso

Maria de Nazaré de Sousa Pereira foi esfaqueada pelo seu ex-companheiro, Raimundo Alves dos Santos, no centro de Teresina na sexta-feira (09), quando estava trabalhando com panfletagem. Testemunhas relataram que o agressor não aceitava o fim do relacionamento. A mulher foi encaminhada para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e recebeu alta no sábado (10). O agressor, que foi preso em flagrante, teve sua prisão convertida em preventiva pela juíza Tânia Regina Sousa Guimarães, da Central de Inquéritos, durante audiência de custódia.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Mulher é esfaqueada pelo ex-marido no centro de Teresina; agressor foi espancado por populares

Acusado de esfaquear ex-esposa em Teresina já matou outra mulher

Mulher esfaqueada por ex-marido recebe alta no HUT em Teresina

Mais conteúdo sobre: