Teresina - PI

"O coronavírus levou um político estimado", diz Wellington sobre Juraci Leite

"O coronavírus levou um político estimado pelo povo, eleito oito vezes como deputado estadual”, declarou o governador.

Thais Guimarães
Teresina

O governador Wellington Dias (PT), lamentou o falecimento do ex-deputado estadual Juraci Leite, que morreu nesta segunda-feira (13) em Teresina aos 88 anos, vítima da covid-19 (coronavírus). Em suas redes sociais, o chefe do executivo estadual manifestou solidariedade a familiares e amigos do ex-parlamentar.

Em uma publicação no Facebook, Wellington afirmou que o coronavírus levou um político estimado pela população piauiense. “Com imensa tristeza, recebo a notícia do falecimento do ex-deputado Juraci Leite. O coronavírus levou um político estimado pelo povo, eleito oito vezes como deputado estadual”, declarou.

Por fim, o governador ressaltou a relevância do trabalho exercido por Juraci Leite enquanto deputado estadual. “Juraci teve um trabalho relevante em todo o Estado. Seu legado estará sempre na memória dos cidadãos. Meus sentimentos à família e aos amigos. Que Deus os abençoe”, concluiu.

O ex-deputado exerceu oito mandatos como deputado estadual e também presidiu a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Ele faleceu após ficar 12 dias internado no Hospital São Marcos, lutando contra a doença provocada pelo novo coronavírus.

Trajetória

Juraci Campelo Leite exerceu oito mandatos de deputado estadual pelo Piauí. Assumiu o cargo pela primeira vez em 1983, sendo deputado constituinte. Em 1985 foi eleito 1º secretário da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Em 1993 assumiu a 1ª vice-presidência da Casa e no ano seguinte foi eleito pela quarta vez como deputado estadual. Em 1995 foi eleito presidente da Alepi por unanimidade. Em 1996 assumiu o Governo do Estado durante 15 dias.

Em 1997, foi reeleito presidente entrando para História como do cenário político nacional como o primeiro presidente de Assembleia Legislativa a conseguir a reeleição. Entre seus projetos mais conhecidos estão os da criação de seis municípios: Buriti dos Montes; Cabeceiras do Piauí; Juazeiro do Piauí; Assunção do Piauí; Milton Brandão e Lagoa de São Francisco.

Em 2014 Juraci Leite deixou a vida pública e não concorreu mais a uma vaga no legislativo, sendo homenageado em dezembro do mesmo ano pela Alepi como o deputado com maior número de mandatos atuante até então. Natural de Pedro II, filho de Cipriano José Leite e Filomena Gomes Campelo Leite, Juraci Leite era casado com Jandira Lopes Campelo Leite, teve quatro filhos e sete netos.

O parlamentar é odontologo, forma­do pela faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Ceará (UFCE). Foi professor de Ciências Físicas e Biológicas do Colégio Zacarias de Góes (antigo Liceu), professor do Programa de Saúde da Escola Técnica Federal do Piauí (antigo Cefet) e professor titular de odontopediatria da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Além disso, foi chefe do Departamento de Pato­logia e Clínica Odontológica da UFPI e dentista do antigo Ipase.

Ele faleceu após passar 12 dias internado no Hospital São Marcos, lutando contra a covid-19. Sua esposa, Jandira Leita, havia falecido há cerca de um mês. Ela também era professora da UFPI e foi fundadora da clínica odontológica infantil, com atuação na área da odontopediatria. A causa da morte dela não foi informada.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ex-deputado Juraci Leite morre aos 88 anos vítima da covid-19

Alepi decreta luto oficial de três dias pela morte de Juraci Leite