Política

"Operação Geleira": Confira as prefeituras do Piauí que estão envolvidas com notas fiscais frias

A reportagem teve acesso à relação de municípios, empresas e os intermediários das notas fiscais.

da Redação

São 148 municípios, seus respectivos gestores e alguns auxiliares, na lista dos compradores de notas fiscais frias do mesmo grupo de supostos empresários flagrados na Operação Geleira, da Polícia Federal, que na semana passada mandou 30 pessoas para a prisão.

A reportagem teve acesso à relação de municípios, empresas e os intermediários das notas fiscais. No documento, aparecem as cidades, as empresas fornecedoras e os nomes dos intermediários, além dos valores de cada nota fiscal. Dá para perceber que em muitos casos, não houve intermediários nas transações.

Num documento se destacam duas modalidades: "Grupo principal de empresas que somente vendem notas frias" e "Grupo intermediário das empresas que compram notas frias e fornecem para órgãos públicos".

Além dos municípios cujos prefeitos foram presos, aparecem no inquérito da Polícia Federal 125 prefeituras que fizeram negócios com empresas que adquiriram notas fiscais frias. Vale lembrar que a PF cumpriu mandados de busca e apreensão em apenas 11 prefeituras e prendeu oito prefeitos.

Teresina

A Prefeitura de Teresina aparece na relação das prefeituras que adquiriram notas fiscais frias e também é citada entre as que tinham como fornecedoras empresas que utilizaram notas fiscais frias produzidas por intermediários.

Zé do Mato, que aparece como vendedor de notas frias para várias prefeituras, aparece como intermediário da Diomedic na venda de R$ 5.370.02 para a Prefeitura de Teresina. O Executivo da capital fez transação comercial também com as empresas Remac (duas vezes, R$ 336.377,55) ), C & N Distribuidora (R$ 327.884.23), Unibral (R$ 266.275.65), Ibiapina & Comércio Ltda (R$ 148.875,68), Gmed Distribuidora (R$ 97.801.66), TecOdonto Ltda (R$ 32.693.83) que a Polícia as identifica como tendo comprado as notas frias.

Abaixo a relação das prefeituras que compraram notas fiscais frias:

Água Branca, Amarante, Bertolinea, Betania do Piauí,Boa Hora, caracol, Cocal de Telha, Coivaras, DirceuArcoverde, Dom Inocencio, Elizeu Martins, Fartura do Piauí, Matias Olimpio, Miguel Leão, Nossa Senhora dos Remédios, Nova Santa Rita, Oeiras, Pau Darco, Porto, Ribeira do Piauí, Santa Luz, São João do Piauí, São Lourenço do Piauí e Teresina.

Relação das prefeituras que fizeram negócios com empresas que compravam notas frias:

Água Branca, Amarante, Alagoinha do Piauí, Altos, Anisio de Abreu, Antônio Almeida, Arraial, Assunção do Piauí, Avelino Lopes, Baixa Grande do Ribeira, Barra de Alcântara, Barras, Barro Duro, Batalha, Belém do Piauí, Beneditinos, Bom Jesus, Bom Principio do Piauí, Bertolinea, Betania do Piauí, Boa Hora, Boqueirão do Piauí, Brasileira, Buriti dos Lopes, Buriti dos Montes, Cabeceiras do Piauí, Campinas do Piauí, Campo Largo do Piauí, Campo Maior, Canavieira, Canto do Buriti, Capitão de Campos, Capitão Gervásio Oliveira, Caracol, Caraúbas do Piauí, Caridade do Piauí, Castelo do Piauí, Cocal de Telha, Coivaras, Colônia do Gurguéia, Colônia do Piauí, Conceição do Canindé, Corrente, Cristino Castro, Curral Novo do Piauí, Curralinhos, Domingos Mourão, Dirceu Arcoverde, Dom Inocencio, Elesbão Veloso, Elizeu Martins, Esperantina, Floresta do Piauí, Francinópolis, Francisco Santos, Fronteiras, , Fartura do Piauí , Gilbués, Guadalupe, Hugo Napoleão, Itainopolis, Itaueira, Matias Olimpio, Miguel Leão, Milton Brandão, Morro Cabeça do Tempo, Morro do Chapeu, Nazária, Nazaré do Piauí, Nossa Senhora dos Remédios, Nova Santa Rita, Novo Oriente, Novo Santo Antônio, Oeiras, Padre Marcos, Paes Landim, Palmeira do Piauí, Parnaguá, Patos do Piauí, Picos, Pimenteiras, Pio IX, Piracuruca, Piripiri, Pau Darco, Porto, Porto Alegre do Piauí, Regeneração, Ribeiro Gonçalves, Ribeira do Piauí, Santa Luz, São Santa Cruz dos Milagres, Santana do Piauí, Santo Inácio do Piauí, São Brás, São Félix, São Gonçalo do Guruguéia, São Gonaçalo do Piauí, São João da Fronteira, São João da Serra, São João da Varjota, João do Piauí, São Lourenço do Piauí, São João do Arraial, São José do Peixe, São Miguel do Tapuio, Sebastião Barros, Sigefredo Pacheco, Simões, Simplício Mendes, Tamburil do Piauí, Tanque do Piauí, Teresina, União, Uruçuí, Valença, Varzea Grande, Vilanova do Piauí, Wall Ferraz.

Veja as empresas acusadas de somente vender notas fiscais frias:
1 – Giamed Ltda
2 – Diomedic Distribuidora Ltda
3 – D.M. De Melo Neto – MEE
4 - Ivo Med Ltda
5 – G Med Distribuidora (J. Duarte e Silva Campelo).
6 – 3D Distribuidora’,
7 - ‘Ello Comercial’,
8 - ‘Shift Informática’,
9 ‘JK Papelaria’
10 ‘TM Distribuidora’

Empresas que fornecem para órgãos públicos acusadas de comprar notas frias:

1 – Remac – Odontomedica Hospitalar Ltda
2 – Unibral Comércio e Serviços Ltda
3 – DRC Comércio Ltda
4 – TecOdonto Ltda
5 – DetMéd Ltda
6 – C & N Distribuidora Ltda
7 – DISMMAHPI Distribuidora Ltda
8 – J Duarte Campelo Silva
9 – Ibiapina & Loiola Comércio e Representação Ltda
10 – EquiMed Distribuidora Ltda
11 – Distribuidora Rio Verde Ltda