Valença do Piauí - PI

Pai é preso acusado de agredir bebê de 9 meses em Valença do Piauí

“Ele estava no hospital e um funcionário percebeu que ele estava maltratando a criança, agredindo a mesma com socos", disse o delegado Maycon Braga.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Um homem, que não teve o nome revelado, foi preso pela Polícia Civil acusado de agredir a própria filha de apenas 9 meses de idade, dentro de um hospital na cidade de Valença do Piauí.

O caso foi registrado na noite dessa segunda-feira (19). Em entrevista ao GP1, o delegado titular de Valença do Piauí, Maicon Braga, informou que o homem foi ao hospital, acompanhado da companheira e da bebê, para realizar um exame de corpo de delito em razão de uma agressão que ele alegou ter sofrido. No entanto, a criança permaneceu inquieta, chorando, e ele passou a agredi-la.

“Ele estava no hospital e um funcionário percebeu que ele estava maltratando a criança, agredindo a mesma com socos. Como a criança estava inquieta, ele fez algo injustificável, inclusive, o funcionário disse que ele estava agredindo a criança na testa com uma pulseira. Foi expedido o exame de corpo de delito na criança, que detectou a lesão e o pai foi autuado em flagrante”, explicou.

O delegado ressaltou ainda que em virtude da gravidade do caso ele deverá solicitar à Justiça que a guarda da criança seja concedida a outro responsável. “A mãe da criança defende o pai, não tem discernimento das coisas. Eu vou pedir ao juiz que a seja dada guarda provisória para outra pessoa, pois eles não têm condições de criar a criança. Ele foi autuado por lesão corporal leve contra descendente”, finalizou.

A autoridade policial arbitrou fiança, que não foi paga pelo acusado. Ele permanece preso na Delegacia de Polícia Civil de Valença do Piauí à disposição da Justiça.

Mais conteúdo sobre: