Economia e Negócios

Pandemia do coronavírus fechou 331,9 mil vagas de emprego em maio

Esse foi o pior resultado para o mês da série histórica, que tem início em 1992; entre março e maio, número de vagas fechadas chegou a 1,48 milhão.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

A pandemia do coronavírus levou ao fechamento de 1,487 milhão de vagas com carteira assinada entre março, quando foi registrado o primeiro caso de covid-19 no País, e maio. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta segunda-feira, 29, pelo Ministério da Economia.

No mês de maio, o saldo líquido entre a abertura e o fechamento de vagas foi negativo em 331,9 mil empregos.

O resultado de maio decorre de 703,9 mil admissões e 1,035 milhão de demissões. Esse foi o pior resultado para o mês da série histórica, que tem início em 1992. Em maio de 2019, houve a abertura de 32.140 vagas.

No acumulado do ano, o saldo do Caged foi negativo em 1,144 milhão de vagas, o pior desempenho da série histórica disponibilizada (2010).

Mais conteúdo sobre: