Landri Sales - PI

Pastor é preso em Teresina acusado de estuprar 9 crianças

A Polícia Civil chegou até a prisão do alvo em razão de investigações que davam conta que menores de idade estavam sendo violentados por um membro de uma igreja local.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O pastor de uma igreja evangélica do município de Landri Sales foi preso em Teresina durante a Operação Anjo da Guarda, na manhã desta segunda-feira (18), suspeito de crimes de estupro de vulnerável e importunação sexual cometidos contra 9 crianças. O suspeito não teve o nome revelado pela Polícia Civil do Piauí.

De acordo com o delegado titular da 19ª Delegacia Regional de Guadalupe, Moisés Linhares, a Polícia Civil chegou até a prisão do alvo, em razão de investigações que davam conta que as vítimas estavam sendo violentadas por um membro de uma igreja. O suspeito atuava como mototaxista em Teresina e era pastor em Landri Sales, onde ocorreram os crimes nos anos de 2019 e 2020.

“A família foi ultrajada por trás de instituições. São crianças de 9 anos, de 13 anos, 14 anos [...] As vítimas menores ficam amedrontadas, silenciadas pelo medo, pela atuação moral e física. Ele cometia o crime aqui, ia para Teresina trabalhar como mototaxista e achava que tinha crime perfeito”, destacou.

O delegado Moisés Linhares pontuou a atuação do Poder Judiciário, que expediu os mandados de prisão e de busca e apreensão contra o alvo. “Um crime desse cria sequelas na família, no seio da sociedade. Eu tenho mais de 30 mandados de prisão para ser cumprido nessa pandemia e agradeço também ao secretário de Segurança, ao delegado geral e ao GPI (Gerência de Polícia do Interior) pelo apoio que eles têm dado a essa delegacia, pois eles me oferecem os meios possíveis para me ajudar”, acrescentou.

A 1ª fase da Operação Anjo da Guarda foi desencadeada com o intuito de coibir práticas criminosas relacionadas ao abuso e exploração sexual e infantil, tentativas de feminicídio, homicídio e crimes relacionados a violência doméstica e familiar contra a mulher nas cidades vinculadas a 19ª Delegacia Regional de Guadalupe.

A data de 18 de maio é alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso à Exploração Sexual contra crianças e adolescentes e marca também os 20 anos da Lei Federal 9.970/2000, que instituiu como crime a violência sexual contra crianças e adolescentes.

Mais conteúdo sobre: