Timon - MA

Pax União diz que não é responsável por entregar corpo errado em Timon

A empresa alegou que não é de sua responsabilidade a identificação dos corpos, mas sim da família, do Instituto Médico Legal (IML) ou da unidade hospitalar onde ocorreu o óbito.

Laura Moura
Teresina

A Funerária Pax União emitiu uma nota de esclarecimento, por meio de suas redes sociais, sobre a troca de corpos ocorrida durante um velório no município de Timon na última segunda-feira (08). O caso gerou grande repercussão e causou revolta aos familiares.

A empresa alegou que não é de sua responsabilidade a identificação dos corpos, mas sim da família, do Instituto Médico Legal (IML) ou da unidade hospitalar onde ocorreu o óbito. A funerária ainda explicou que a manifestação se deu após ter sido acusada de ter transportado o corpo de forma equivocada.

“A Empresa Funerária citada nos comentários de que transportou um corpo de forma equivocada, vem a público esclarecer que cumpriu com o devido processo legal sobre a remoção de corpos com a devida documentação exigida”, afirmou em nota.

Entenda o caso

Na última segunda-feira (08), uma família estava realizando o velório de um ente quando a funerária chegou para recolher o caixão, pois havia sido entregue o corpo errado. Em um vídeo que circulou nas redes sociais, os parentes da falecida aparecem revoltados com a situação, porque no caixão havia o corpo de uma outra mulher.

Confira a nota da funerária:

Nota de esclarecimento

A Empresa Funerária citada nos comentários de que transportou um corpo de forma equivocada, vem a público esclarecer que cumpriu com o devido processo legal sobre remoção de corpos com a devida documentação exigida. E esclarece ainda que a identificação dos corpos é de responsabilidade da família, do IML ou do hospital onde ocorreu o óbito.

A direção.

Mais conteúdo sobre: