Cocal - PI

Perícia constata que bebê morreu por traumatismo craniano em Cocal

A delegada Daniela Dinalli, responsável pelo caso, informou que o inquérito policial será concluído em dez dias.

Laura Moura
Teresina
- atualizado

O exame cadavérico realizado no corpo de um recém-nascido no município de Cocal, constatou que a causa da morte do bebê foi por conta de um traumatismo craniano. O caso começou a ser investigado pela Polícia Civil após os policiais receberem a informação de que a mãe da criança havia abortado.

Em entrevista ao GP1, a delegada Daniela Dinalli, que é responsável pelo caso, revelou que recebeu o resultado de maneira informal, mas que, de fato, foi constatada a causa da morte. “As investigações estão em andamento. Nós estamos providenciando as oitivas das testemunhas e acreditamos que, ao mais tardar, o inquérito policial seja finalizado em dez dias”, contou.

  • Foto: Divulgação/PC-PICriança estava sendo velada em uma caixaCriança estava sendo velada em uma caixa

Relembre o caso

A Polícia Civil de Cocal iniciou as investigações acerca da morte de um recém-nascido ocorrida na manhã da última terça-feira (06), após receberem uma denúncia de que a mãe havia abortado a criança. Os agentes interromperam o velório, onde o corpo do bebê estava em uma caixa de papelão.

Mais conteúdo sobre: