Piauí

Piauí terá Centro de Comando e Controle para as eleições 2020

A operação terá uma integração com a união de vários órgãos estaduais e nacionais.

Camilla Menezes
Teresina
- atualizado

O estado do Piauí terá a partir das 10h da manhã desta quinta-feira (12), um Centro Integrado de Comando e Controle, para as eleições municipais de 2020. O Centro funcionará no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí (PM-PI).

O plano visa promover a integração, coordenação, comunicação, comando e controle do processo eleitoral, com apoio ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), que estão conectados ao Centro Integrado de Comando Geral e Controle Nacional, instalado no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O secretário de Segurança Pública do Estado, coronel Rubens Pereira, contou ao GP1nesta quarta-feira (11) sobre a integração da operação. “Nós estamos instalando esse Centro de Comando e Controle para o monitoramento das operações das eleições no sistema de Segurança Pública Estadual. Ele é integrado porque nele terá não só o comandante geral, o delegado geral, o comandante do Corpo de Bombeiros, que fazem parte do sistema de Segurança Pública do Estado, mas também o Exército Brasileiro foi convidado, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, todos os órgãos estarão de forma integrada atuando para esse controle das operações durante as eleições, inclusive o controle estatístico de ocorrências”, destacou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Rubens Pereira Rubens Pereira

O coronel relatou ainda que todos os órgãos estão seguindo as recomendações da Vigilância Sanitária por conta da pandemia da covid-19. “Esse Centro é uma necessidade, inclusive é uma recomendação que estamos seguindo do Ministério da Justiça e da Secretaria Nacional de Segurança Pública, como já ocorreu no pleito anterior. São 82 zonas eleitorais, em cada local de votação nós teremos no mínimo 01 policial. Esperamos contar nesse período com o apoio da população. Nesse momento de pandemia, nós também estamos verificando essa situação na Vigilância Sanitária, seguindo as suas recomendações”, finalizou.

A PM-PI empregará 5.267 policiais nos 224 municípios do estado, com saída das tropas a partir de 7h do quartel de comando e de várias unidades de Teresina. A capital piauiense contará ainda com o apoio da Guarda Civil Municipal, empregada em diversos locais de votação.

Cada zona eleitoral contará com delegado de Polícia Civil, agentes e escrivães. O plano será executado no primeiro turno, no dia 15 de novembro, e no segundo turno caso necessário, no dia 29 de novembro.