Piauí

Piauí vai ter centro de enfrentamento à violência contra a mulher

Os modelos adotados pelos estados no combate ao feminicídio foram analisados na comissão externa que acompanha casos de violência doméstica.

Davi Fernandes
Teresina

Durante audiência realizada na última terça-feira (25), realizada pela Comissão Externa de Violência Doméstica contra Mulher na Câmara dos Deputados, em Brasília, o secretário de segurança Fábio Abreu foi convidado para falar sobre as boas ações de prevenção e repressão no enfrentamento à violência contra as mulheres e o crime de feminicídio.

Os modelos adotados pelos estados no combate ao feminicídio foram analisados na comissão externa que acompanha casos de violência doméstica. O secretário Fábio Abreu mencionou as ações e explicou as medidas pioneiras adotas pelo estado, por exemplo a criação da primeira Delegacia de Feminicídio do país.

“Iniciamos com a criação do Núcleo de Estudo e Pesquisa sobre Feminicídio, Central de Flagrantes de Gênero, aplicativo Salve Maria, criação do Departamento Estadual de Proteção à Mulher e também do Plano Estadual de Enfrentamento à Violência contra a mulher”, contou o secretario na audiência.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fábio AbreuFábio Abreu

Segundo a deputada Flávia Arruda (PL-DF), organizadora do debate, é preciso analisar os protocolos que cada estado vem realizando em relação aos atendimentos das mulheres vítimas de violência e depois disso, escolher o melhor modelo e propor um padrão para ser usado no país todo.

No debate, Fabio Abreu revelou que entre os projetos da Secretária de Segurança estão a criação de um centro integrado com atendimento completo para as mulheres vítimas de violência. “O nosso trabalho em relação à violência contra mulher não acabou, a meta é avançar ainda mais nas nossas ações, principalmente, na aquisição de um único espaço físico onde será prestado toda assistência necessária com auxílio policial, jurídico e de saúde física e mental para as mulheres que venham a sofrer este tipo de crime. Essa mulher terá todo apoio dentro do mesmo centro”, finalizou Fabio Abreu.

Além da presença do secretário Fabio Abreu, participaram do debate também os secretários de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Gustavo Torres, do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, e a major Orlinda Cláudia Rosa de Moraes, representante do Secretário de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Com colaboração da repórter Victória Xavier