Teresina - PI

PM flagra aglomeração em depósito de bebidas do Major Paulo Roberto

Em entrevista ao GP1, o major Paulo Roberto disse que cedeu o espaço para músicos realizarem uma live.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

A Polícia Militar flagrou na noite deste sábado (04), uma aglomeração em um depósito de bebidas localizado no bairro Marquês, zona norte de Teresina. O local pertence ao vereador de Teresina, Major Paulo Roberto.

No espaço estava sendo realizada a live das bandas Kalouros e Ronielly dos Teclados, com o intuito de arrecadar dinheiro e cestas básicas para os músicos. No entanto, é possível ver no vídeo abaixo que algumas mesas estão ocupadas no local.

Os policiais foram ao depósito após denúncias de perturbação do sossego. O vídeo acima mostra ainda o momento em que os policiais chegam ao local e discutem com o vereador Major Paulo Roberto e sua esposa.

O que diz o major Paulo Roberto

Em entrevista ao GP1, o major Paulo Roberto disse que cedeu o espaço para os músicos e que a Polícia Militar agiu de forma truculenta. "Lá é um depósito de bebidas, de alimentação, pizza, delivery. Lá foi cedido para uma live. Eles pediram a quadra e lá eles foram fazer a live deles. Eu cedi para eles, para eles arrecadarem cestas básicas para os músicos. Então eles estavam lá ocupando o espaço com seus familiares, todos de máscara, havia apenas 12 pessoas. Lá a Polícia Militar chegou. Eles fazendo a live, que não é ilegal. E lá eles foram destratados pela Polícia Militar, foram jogados na parede, revistados. Pegaram o som deles e levaram", disse.

"Não é esse procedimento que o comandante-geral da polícia fala para os policiais militares. Os familiares, com medo da ação da Polícia Militar, me ligaram e eu me desloquei da minha casa até lá. Chegando lá os policiais não queriam que ninguém filmasse a ação deles e é um direito do cidadão filmar. O policial começou a filmar a mim, a minha mulher e expôs à imprensa. Mas eu não fiz nada de errado. Era uma live, não era uma festa. Era para os cantores, que estavam passando necessidades", completou.

O que diz a Polícia Militar

Procurada pelo GP1, a tenente-coronel Elza Rodrigues, relações-públicas da Polícia Militar informou por meio de nota que os policiais foram acionados para atendimento de uma denúncia de pertubação do sossego e que a PM está cumprindo sua missão Constitucional de preservação da ordem pública e busca da paz social.

Confira a nota na íntegra:

Nota à imprensa

A Polícia Militar do Estado do Piauí informa o seguinte em relação a uma ocorrência em um depósito de bebidas localizado no bairro Marquês, zona central de Teresina:

1 - Que os policiais foram acionados para atendimento de uma denúncia de perturbação do sossego público ;
2 - Que A Polícia Militar está cumprindo sua missão Constitucional de preservação da ordem pública e busca da paz social;
3 - Que aglomeração de pessoas estão proibidas conforme preceitua os Decretos em vigência;
4 - Que em relação a acusação de truculência policial o ônus da prova cabe ao acusador. E a corregedoria geral da Instituição sempre apura os fatos de maneira imparcial e dentro dos ditames da Lei.

Teresina, 05 de julho de 2020.


ELZA Rodrigues Ferreira Ten Cel PM Diretora de Comunicação Social da PMPI