Piripiri - PI

PMs acusados de agredir preso na delegacia de Piripiri são soltos

No dia 10 de abril deste ano, o comando-geral da corporação havia determinado a prisão administrativa dos PMs.

Laura Moura
Teresina
- atualizado

Os dois policiais militares acusados de agredir um homem suspeito de furto na Delegacia de Polícia Civil do município de Piripiri foram soltos nesse domingo (21). No dia 10 de abril deste ano, o comando-geral da corporação havia determinado a prisão administrativa dos PMs.

O comandante geral da Polícia Militar do Estado, coronel Lindomar Castilho, informou que os profissionais passaram dez dias presos e que, agora, eles devem retornar ao posto de trabalho até a decisão judicial.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Coronel Lindomar CastilhoCoronel Lindomar Castilho

“Eles continuam respondendo pelo processo, pela denúncia do Ministério Público e, ao final disso, vão aguardar a decisão do poder judiciário”, afirmou. O coronel também reiterou que o prazo para a conclusão do inquérito é de 40 dias.

Entenda o caso

Dois policiais militares, lotados no 12º Batalhão da Polícia Militar, foram flagrados agredindo um homem suspeito de furto dentro da Delegacia de Polícia Civil de Piripiri. A ação foi gravada e o vídeo gerou grande repercussão nas redes sociais. Após tomar conhecimento, o coronel Lindomar Castilho determinou que o comandante do batalhão do município apresentasse os PMs à Corregedoria para instauração de um inquérito policial.

A prisão administrativa disciplinar dos profissionais foi decretada após ter sido extrapolado o flagrante. O Ministério Público do Estado, na semana passada, denunciou os dois e um outro policial que também aparece no vídeo, visto que este último presenciou o fato e o teria omitido.