Anísio de Abreu - PI

Polícia Civil abre inquérito para investigar prefeito Raimundo Nei

A investigação teve início após o recebimento de três representações assinadas por três vereadores noticiando suposta apropriação, utilização ou desvio de verbas públicas.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

A Delegacia de Combate a Corrupção e a Lavagem de Dinheiro (Deccor-LD) está investigando supostas infrações penais cometidas pelo prefeito de Anísio de Abreu/PI, Raimundo Nei Antunes Ribeiro (PDT).

A investigação teve início após o recebimento de três representações assinadas pelos vereadores Rafael Alves Silveira (PSB), Priscila Rodrigues Costa (PSD) e Veríssimo dos Santos Júnior (PSB), noticiando suposta apropriação, utilização ou desvio de verbas públicas.

  • Foto: DivulgaçãoPrefeito Raimundo NeiPrefeito Raimundo Nei

A primeira representação noticia a contratação, sem licitação, de bandas musicais no dia 30 de maio de 2017, no valor de R$ 105.000,00 (cento e cinco mil reais), mesmo vigorando decreto de emergência, baixado em 25 de janeiro de 2017, em razão da falta de recursos financeiros e em decorrência da estiagem. O decreto tinha validade de 180 dias.

Os vereadores também apontam indícios de irregularidades no recebimento de diárias. De acordo com a representação, em dois anos de mandato, somente com cinco gestores, foram gastos mais de R$ 120.000,00, a saber:

-Raimundo Nei – Prefeito – R$ 63.400,00

-Solange Pereira – Secretária de Finanças e Primeira Dama – R$ 14.500,00

-Genilda de Oliveira Costa – Secretaria de Saúde – R$ 16.625,00

-Eduardo Cleber Soares Macedo – Secretário de Administração e Planejamento – R$ 22.750,00

-Ramon Ruben de Macedo – Secretário de Educação – R$ 6.500,00.

A última representação denuncia a contratação de empresas de funcionários e parentes dos gestores do município, com indícios de direcionamento e fraude em licitação.

Em 16 de julho deste ano, a delegada Tatiana Nunes de Araújo Trigueiro resolveu instaurar inquérito policial para apurar os fatos narrados e suas circunstâncias.

Outro lado

O prefeito Raimundo Nei não foi localizado pelo GP1.

Mais conteúdo sobre: