Política

Polícia Civil prende em flagrante empresário de Teresina acusado de desviar água da Agespisa

O presidente da Agespisa, Marcos Venicius Costa, ressalta que a operação é uma das medidas adotadas pela empresa para combater a perda de água e evitar evasão de receita.

COLABORAÇÃO PARA O GP1

Em operação realizada na madrugada desta quarta-feira, 19, o Núcleo de Repressão aos Crimes Contra a Administração e os Serviços Públicos (Nurcap), da Secretaria de Segurança do Piauí, prendeu em flagrante o empresário Milton de Sá Cavalcante Filho. Ele é proprietário do restaurante Marítimos, que funciona na Praça do Marquês, e estava, segundo a denúncia, praticando desvio de água para abastecer o seu estabelecimento comercial.

No momento do flagrante, o crime estaria sendo praticado pelo gerente do restaurante, Antônio Ribeiro dos Santos, que também foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes.

A operação, que tem caráter permanente, foi comandada pelo delegado titular do Nurcap, Francis Eduardo Lira e pelo agente Carlos Anselmo Félix. Eles integram o núcleo que funciona em uma sala cedida pela Agespisa, no prédio sede da empresa.

O presidente da Agespisa, Marcos Venicius Costa, ressalta que a operação é uma das medidas adotadas pela empresa para combater a perda de água e evitar evasão de receita.

“Não podemos aceitar que, enquanto muitos pagam sua conta de água, alguns espertos queiram consumir o produto sem pagar, utilizando-o de maneira clandestina. Por isso, estamos intensificando essa operação, contando com o indispensável apoio da Secretaria de Segurança, através do Nurcap”, declarou Marcos Venicius.

Para o delegado Francis Lira, a operação que culminou com a prisão do dono do restaurante Marítimos deve ser pedagógica. “Vamos cumprir a nossa tarefa e prender todos os que flagrarmos desviando água”, disse.

O proprietário do restaurante Marítimos já tinha tido o seu fornecimento de água suspenso depois de ter acumulado uma dívida de mais de R$ 20 mil com a companhia. “Em vez de quitar o débito, ou de procurar a Agespisa para negociá-lo, ele preferiu a prática criminosa”, completou o delegado.

Qualquer denúncia de desvio de água pode ser feita à Ouvidoria da Agespisa, pelo telefone 08000 86 8888, cuja ligação é gratuita. Outro telefone para o recebimento de denúncias é 3221-6857. Tão logo uma equipe do Nurcap tome conhecimento, o crime será investigado.

Mais conteúdo sobre: