Picos - PI

Polícia Federal apreende arma de PRF acusado de matar pedreiro em Picos

O policial é acusado de efetuar dois disparos contra o pedreiro de 38 anos em uma abordagem policial na BR 316 em Picos.

Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF-PI) afirmou, durante reunião com membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Picos, que as armas e munições do agente rodoviário federal envolvido na morte do pedreiro Joilson Pereira, foram apreendidas para realização de perícia.

O policial é acusado de efetuar dois disparos contra o pedreiro de 38 anos em uma abordagem policial na BR 316 em Picos. Ele ainda foi socorrido e encaminhado até o Hospital Regional Justino Luz, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito na madrugada desta quarta-feira (3).

  • Foto: Reprodução/WhatsappJoilson Pereira, de 38 anosJoilson Pereira, de 38 anos

A investigação sobre o caso está sob competência da Polícia Federal em Teresina. O agente já se apresentou na sede da PRF e se encontra à disposição da Polícia Federal até a conclusão das investigações. Segundo as informações da OAB Subseção Picos, foi instaurado um processo administrativo disciplinar sobre o caso por parte da Polícia Rodoviária Federal.

Estavam presentes na reunião os membros da Diretoria e das Subcomissões de Direitos Humanos da OAB, assim como os representantes da Superintendência Estadual da PRF, inspetores Fabrício Loiola e Ronaldo Melo, e o inspetor local Jorge Madeira.

Entre outros assuntos, também foi abordado a necessidade de capacitação periódica dos policiais para prevenir atitudes excessivas. A família de Joilson Pereira foi convidada para estar presente na discussão, mas não compareceu a reunião.

Entenda o caso

Joílson Pereira conduzia sua motocicleta, quando ocorreu abordagem policial. Por motivo ainda desconhecido, o condutor foi alvejado com dois disparos de arma de fogo e Joilson Pereira precisou ser socorrido para o Hospital Regional Justino Luz, em Picos, no entanto, ele não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada da quarta-feira (03).

De acordo com testemunhas, o homem trabalhava no município de Bocaina e foi abordado pela PRF no momento que estava retornando para a sua residência. Por meio de nota, a Polícia Rodoviária Federal lamentou o desfecho da ocorrência e afirmou que as circunstâncias do caso serão apuradas pela Polícia Federal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Regina Sousa condena ação de PRF que resultou na morte de pedreiro

PF investiga morte de motociclista em abordagem da PRF em Picos