Teresina - PI

Polícia prende funcionários de distribuidora por assalto em Teresina

Os policiais deram cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido contra Josiel Cardoso de Sousa Batista e Alexandre Costa Silva.

BÁRBARA RODRIGUES
DE TERESINA
- atualizado

Equipes da Força Tarefa de Segurança e do 13º Distrito Policial prenderam no final da tarde desta terça-feira (13) dois homens acusados de assaltarem um caminhão da distribuidora Só Trigo, localizada na Avenida Gil Martins, no bairro Três Andares, e de levarem R$ 20 mil em espécie.

Os policiais deram cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido contra Josiel Cardoso de Sousa Batista e Alexandre Costa Silva, que são funcionários da distribuidora e acusados de repassarem informações para criminosos sobre o funcionamento da empresa e assim facilitar o assalto.

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilJosiel Cardoso de Sousa Batista e Alexandre Costa SilvaJosiel Cardoso de Sousa Batista e Alexandre Costa Silva

O capitão da Polícia Militar do Piauí, Audivan Nunes, coordenador do Centro Integrado de Segurança Pública, afirmou ao GP1 que os acusados auxiliavam os assaltantes nos crimes. “O assalto ocorreu no final do ano de 2017. Na verdade foram quatro pessoas envolvidas. Os que foram presos hoje davam todas as informações para os assaltantes. Vários assaltos que tiveram na distribuidora e nas imediações com os caminhões que chegavam, foi com a ajuda deles. Os acusados diziam para os que estão foragidos, de onde era o caminhão, aonde estava o dinheiro e os produtos. Os dois são funcionários da empresa e então eles passavam todas as informações privilegiadas para os assaltantes”, disse.

Ele destacou que o último assalto rendeu muito dinheiro para a quadrilha. “No último assalto, o caminhão estava em um posto de gasolina. O Josiel foi até lá e ficou conversando com o motorista da empresa, que estava com um dinheiro em torno de R$ 20 mil. Depois que ele acabou de conversar com o caminhoneiro, o assaltante chega e faz o assalto. Os caras já estavam acostumados a fazer isso. Já teve um assalto que rendeu R$ 70 mil para eles”, afirmou o capitão. A polícia ainda realiza diligências com o objetivo de prender os dois assaltantes que estão foragidos.

MAIS NA WEB