Timon - MA

Policial civil é acusado de efetuar tiros em açougue no Parque Alvorada

Após a conclusão do inquérito o delegado vai encaminhar uma cópia do procedimento para a Corregedoria da Polícia Civil do Piauí.

Wanessa Gommes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Um agente de Polícia Civil do Piauí, que não teve a identidade revelada, está sendo alvo de investigação da Polícia Civil do Maranhão, sob acusação de ter efetuado vários tiros contra um açougue, após ter recebido um produto diferente do qual havia solicitado no estabelecimento, que fica em Timon. Ele também é acusado de ter ameaçado a neta da proprietária do local com uma pistola .40.

De acordo com o delegado Cláudio Mendes, titular do 2º Distrito Policial de Timon, o caso aconteceu no domingo, dia 19 de julho de 2020. O policial civil foi até o açougue, no bairro Parque Alvorada, e depois de realizar a compra da carne deixou o local e em seguida retornou pouco tempo depois para alegar que o produto era diferente do qual havia solicitado, mas se deparou com o estabelecimento fechado.

Segundo o delegado Claudio Mendes, em razão disso, o policial resolveu ligar para o telefone da proprietária e passou a ofendê-la com palavrões, reclamando que não havia levado o produto correto.

“Em seguida ele sacou a pistola .40 e apontou para uma adolescente de 15 anos, neta da proprietária, mas resolveu apontar a arma para cima e disparou cinco tiros na placa e fachada do açougue. No dia 20 eu tomei conhecimento do fato, apreendi um estojo de .40 e requisitei pericia no local. Ontem identifiquei o autor como sendo um agente de polícia de Teresina”, disse o delegado.

O policial civil será indiciado por crimes de ameaça, disparo de arma de fogo em via pública, dano e fraude processual. “Após a conclusão, vou encaminhar cópia do inquérito policial para Corregedoria da Polícia Civil do Piauí”, finalizou o delegado Claudio Mendes.

Mais conteúdo sobre: