Teresina - PI

Polinter apreende carros de luxo e prende duas pessoas em Teresina

Os dois investigados foram presos quando deixavam um condomínio na zona leste de Teresina, na madrugada desta quinta-feira (29).

Brunno Suênio
Teresina
Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

A Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), sob coordenação do delegado Everton Férrer, prendeu na madrugada desta quinta-feira (29) duas pessoas que foram flagradas com uma Hilux e um Corolla roubados na zona leste de Teresina. Um dos alvos, o corretor de veículos P. T. S. N é acusado de ter cometido o assassinato de um jovem de 17 anos em setembro deste ano.

Em entrevista ao GP1, o delegado Walter Cunha informou que a Polinter foi comunicada do roubo de um veículo Corolla, ocorrido no último dia 13 de outubro na Avenida Raul Lopes, zona leste de Teresina, e desde então passou a investigar o caso. Os policiais fizeram o levantamento das informações e constataram que o veículo, com as mesmas características do Corolla roubado, estava sendo utilizado por dois suspeitos na região do Vale do Gavião, zona leste da Capital.

  • Foto: Divulgação/PolinterHilux e Corolla recuperadosHilux e Corolla recuperados

“A equipe de investigação teve a informação de que os indivíduos J.L.S.S. e P.T.S.N estavam conduzindo um Corolla com as mesmas características de um Corolla que foi roubado e ainda não havia sido recuperado. A equipe monitorou os dois se deslocando, até o momento em que eles foram a um condomínio na zona leste. Os policiais fizeram uma campana e aguardaram eles reembarcarem no veículo. Quando eles entraram no carro, os policiais fizeram a abordagem e, em vistoria veicular, verificamos que o carro tinha restrição de roubo e furto”, explicou o delegado Walter Cunha.

  • Foto: Divulgação/PolinterDemais objetos encontrados no CorollaDemais objetos encontrados no Corolla

Dentro do Corolla havia chaves de outros veículos, dentre elas de uma Hilux que havia sido roubada no último domingo (25) na Avenida Presidente Kennedy, também na zona leste da Capital. Os suspeitos declinaram o local onde o carro estava e conseguiram recuperá-lo no bairro Ilhotas.

“No interior do veículo ainda foi encontrado um revólver calibre .38, provavelmente utilizado nos assaltos dos veículos e que também pode ser a arma utilizada no homicídio que tem como suspeito o P.T.S.N. Além disso, as chaves de veículos, dentre as quais uma chave de caminhonete Hilux, que foi roubada essa semana. A partir dessas informações foi indagado a eles sobre a localização desse veículo, sendo que o J.L.S.S. assumiu a autoria dos roubos e informou que essa Hilux estava estacionada com a placa adulterada no bairro Ilhotas. A equipe se deslocou até o local e também fiz a apreensão”, acrescentou.

J.L.S.S. e P.T.S.N foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e receptação qualificada.

Hilux seria vendida em outro estado

Durante depoimento, os dois declinaram que a Hilux já estava sendo negociada por compradores de outro estado. “Inclusive tem informações que eles iriam levar a Hilux para outro estado para efetivar a venda dela. Ele [P. T. S. N] é o vendedor que iria comercializar tais veículos. Com certeza eles venderiam a um valor menor de mercado, porque o veículo já estava com a placa adulterada, mas ainda não estava com chassi e com outros elementos de identificação adulterados”, finalizou.

Os veículos foram apreendidos e em seguida serão devolvidos ao proprietários.

NOTÍCIA RELACIONADA

Corretor é preso acusado de matar auxiliar de farmácia na Avenida Maranhão

Mais conteúdo sobre: