Luzilândia - PI

Prefeito Betão é acusado de ameaçar e agredir vereador em Luzilândia

De acordo com a vítima, a agressão ocorreu ontem (16), por volta da 18h30, após a transmissão de um bingo por uma emissora local.

Willyam Ricardo
Teresina
- atualizado

O prefeito de Joca Marques, Edilberto Marques de Aguiar Filho (PTB), mais conhecido como “Betão”, e o vereador Júlio Franco (PTB), estão sendo acusados de ameaçar e agredir o vereador Ariclene Cunha de Sousa (Progressista), o conhecido "Irmão Ari". O caso foi registrado na delegacia e a Polícia Civil está apurando os fatos.

De acordo com a vítima, a agressão ocorreu ontem (16) na cidade de Luzilândia/PI, por volta da 18h30, após a transmissão de um bingo por uma emissora local.

Relata que estava no local do evento, restaurante Recanto da Torre, e após o encerramento da transmissão, quando se preparava para guardar os equipamentos, o prefeito se aproximou e deu um soco no seu carro com o intuito deliberado de provocar briga.

  • Foto: Facebook/Betão MarquesBetão MarquesBetão Marques

De acordo com um policial, que não quis se identificar, Júlio Franco deu um empurrão no Irmão Ari e o prefeito desferiu um chute que pegou em seu braço. Em seguida, o prefeito puxou uma pistola, mas a arma acabou por cair no chão.

“Ele disse que estava numa churrascaria fazendo uma transmissão de rádio, pois ele é vereador e radialista. Enquanto ele estava fazendo a transmissão, nada tinha acontecido, estava tudo normal. Quando ele foi até o carro guardar os equipamentos, o prefeito Betão e o vereador Júlio teriam começado a agredi-lo com palavras e bateram no carro dele. Então, tiveram uma discussão, o vereador Júlio teria empurrado ele e o prefeito teria dado um chute nele. No meio desta discussão, o prefeito teria sacado uma arma de fogo e ameaçado a vítima, uma pessoa chegou a gritar para ele parar, foi então que eles saíram”, explicou o policial.

Betão, que é irmão da deputada estadual licenciada Janainna Marques, é conhecido em toda região pela sua truculência e por não aceitar críticas a sua administração.

A suspeita é que Ariclene tenha feito denúncias acerca da gestão de Betão. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil e até o momento, ninguém foi preso.

O outro lado

O prefeito Betão e o vereador Júlio Lopes não foram localizados pelo GP1.

Mais conteúdo sobre: