Paulistana - PI

Prefeito Didiu decreta situação de emergência em Paulistana

Ele destacou que além de afetar a agricultura, os açudes e reservatórios encontram-se com sua capacidade muito abaixo da média.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O prefeito de Paulistana, Gilberto José de Melo, mais conhecido como Didiu, publicou o decreto de nº 094, no Diário Oficial dos Municípios de 16 de janeiro, onde declara situação de emergência no município devido à estiagem.

No decreto o prefeito explicou que desde 2019 estão sendo registrados baixos índices pluviométricos e que isso tem causado elevadas perdas agrícolas, devido à escassez de chuva no período de plantio.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Prefeito de Paulistana, Didiu em evento na APPMPrefeito de Paulistana, Didiu

“As poucas chuvas caídas nesse período e mal distribuídas, ainda não são suficientes para garantir o ciclo produtivo agrícola”, explicou o prefeito Didiu no decreto.

Ele destacou que além de afetar a agricultura, os açudes e reservatórios encontram-se com sua capacidade muito abaixo da média, causando preocupações, podendo se agravar caso a situação continue.A situação de emergência é pelo período de 180 dias. Nesse período o prefeito fica autorizado a fazer contratações sem licitações, desde que sejam para resolver os problemas causados pela estiagem.

Mais conteúdo sobre: