Francisco Santos - PI

Prefeito Luís José ignora situação de emergência e promove festa

Mesmo com o município em situação de emergência o prefeito de Francisco Santos promove festa com a banda Chiclete com Banana.

José Maria Barros
Picos
- atualizado

Alheio aos problemas do município, que desde o último dia 27 de novembro se encontra em situação de emergência, o prefeito de Francisco Santos, Luís José de Barros (PT), está programando uma festa de arromba para comemorar os 58 anos de emancipação política e administrativa da cidade, situada na região de Picos.

A programação festiva começou na manhã dessa segunda-feira, 24, com hasteamento das bandeiras e em seguida missa em ação de graças na Igreja Matriz da cidade.

  • Foto: Edson CostaPrefeito de Francisco Santos, Luís José de BarrosPrefeito de Francisco Santos, Luís José de Barros

No entanto, o ponto alto da comemoração será no dia 27 de dezembro, com festa em praça pública animada pela banda Chiclete com Banana. O grupo é um dos principais nomes do axé music e micaretas do país. A banda possui seu próprio trio elétrico, batizado de Tiranossauro Rex. Na mesma noite também se apresentam artistas da região, como Fafá Santana e Edy Sacana.

Através de convite impresso o prefeito Luís José convida a população de Francisco Santos para participar das comemorações alusivas aos 58 anos de emancipação política e administrativa do município. O gestor não divulgou, no entanto, quanto está sendo investido na festa com banda de renome nacional.

Não foi somente o prefeito de Francisco Santos, Luís José, que ignorou a situação de emergência do município e promoveu festa de aniversário de emancipação política. Fizeram a mesma coisa os gestores de Belém do Piauí, Ademar Carvalho; de Francisco Macedo, Nonato Alencar; de São Luís do Piauí, Renato Pio; de Massapê do Piauí, Chico Carvalho e de Vera Mendes, Milton Oliveira.

Situação de emergência

Francisco Santos é um dos 45 municípios piauienses em situação de emergência desde o último dia 27 de novembro. O decreto foi assinado pelo governador Wellington Dias (PT) e publicado na edição de 28 de novembro do Diário Oficial do Estado.

Para assinar o documento o governador Wellington Dias considerou a irregularidade na distribuição pluviométrica observada nos últimos anos no estado, na maioria dos municípios, sobretudo os da região do semiárido, como é o caso de Francisco Santos.

No parágrafo único do decreto o governador anuncia: “Ficam acionados, em sua plenitude, os órgãos e entidades da Administração Pública, dentro dos respectivos campos de competências e os vínculos ao Sistema de Proteção e Defesa Civil do Estado, para adoção das medidas necessárias à restauração da normalidade”. O decreto tem vigência de 180 dias.

Outro lado

O prefeito Luís José não foi localizado pelo GP1.

Mais conteúdo sobre: