Piauí

Presidente da Fundespi nega o fechamento do Parque Potycabana

A informação sobre o fechamento do parque se espalhou nas redes sociais, através de um comunicado, que segundo Clemilton, é “fake news”.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O presidente da Fundespi (Fundação de Esportes do Piauí), Clemilton Queiroz, em entrevista ao GP1, na tarde desta quinta-feira (06), negou o fechamento do Parque Potycabana, em Teresina. A informação sobre o fechamento do parque se espalhou nas redes sociais, através de um comunicado, que segundo Clemilton, é “fake news”.

“Não procede, é uma fake news, inclusive a nota não tem assinatura. O que aconteceu foi que a CDSOL (Coordenadoria de Desenvolvimento Social e Lazer) foi extinta, e ela era a responsável por todos os contratos, só que tem um período de transição e dois meses, que a CDSOL ainda tá como responsável pelos contratos, passados esses dois meses a responsável será a Fundespi”, explicou.

Clemilton contou ainda que o governador Wellington Dias determinou a continuidade de todos os contratos e de todos os serviços prestados. “Não haverá descontinuidade dos serviços, os contratos todos serão mantidos. Há alguns atrasos, mas vamos conversar com o governador para viabilizar esses recursos para colocar em dias”, finalizou.

O Governo do Estado também divulgou uma nota negando o fechamento do Parque Potycabana. Confira abaixo:

Esclarecimento

O Governo do Estado informa que não procede o aviso de fechamento do Parque Potycabana. O parque, que antes era administrado pela Coordenadoria de Desenvolvimento Social e Lazer (CDSOL), passou para administração da Fundespi e todos os contratos de manutenção que garantem o funcionamento continuam normalmente.

Clemilton Queiroz – presidente da Fundespi
Simone Araújo – ex-coordenadora da Cdsol