Santa Cruz dos Milagres - PI

Preso por arrombar banco em Castelo passou 8 dias escondido em mata

O indivíduo, identificado como Brendo Raniel de Sousa, foi o responsável pela contenção na agência bancária.

Brunno Suênio
Teresina
Laura Moura
Teresina
- atualizado

Último acusado de arrombar banco em Castelo do Piauí é preso

O décimo primeiro homem preso acusado de arrombar uma agência do Bradesco em Castelo do Piauí, na última terça-feira (19), identificado como Brendo Raniel de Sousa, iria ser resgatado pela própria irmã em Santa Cruz dos Milagres, município que foi um dos pontos de apoio para a quadrilha responsável pela ação criminosa.

O sargento Ranier Nunes, da Força Tática de Valença do Piauí, foi um dos responsáveis pela captura do indivíduo e explicou que a irmã dele foi presa na última quarta-feira (21), juntamente com o restante do grupo, quando estava indo encontrar Brendo. A polícia ainda informou que o criminoso estava há oito dias sem se alimentar e estava escondido em um matagal de Santa Cruz dos Milagres.

“Durante as ocorrências, segundo ele mesmo relatou, o grupo teria um apoio em Santa Cruz dos Milagres, da outra margem do rio. Só que as equipes chegaram antes, duas viaturas realizaram um bloqueio e, a partir daí, eles adentraram na mata. Ele confessou também que não comeu durante esses oitos dias e que, inclusive, ele está bastante debilitado e por isso ele não prosseguiu a fuga com os outros. Em razão disso, ainda na semana passada, ele conseguiu entrar em contato com a irmã dele para que ele fosse resgatado por um taxista e, na quarta-feira à noite nós montamos um bloqueio na entrada da cidade e ela foi presa”, afirmou.

O delegado Gustavo Jung, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), contou ainda que ele possui envolvimento em roubos ocorridos em Teresina, Adeias Altas – MA e no Estado do Ceará. Além disso, o indivíduo foi o responsável pela contenção na agência bancária. “Ele, inclusive, foi responsável pela contenção enquanto outros dois indivíduos entraram na agência e, após a explosão, que felizmente não conseguiu romper o cofre, todos eles fugiram em direção a São João da Serra. Ele estava de posse de uma arma de calibre .12 que foi abandonada no local porque eles não tiveram a chance de passar pelo rio”, destacou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Presos pelo Greco têm participações em vários assaltos a bancos no Piauí

Greco prende quadrilha acusada de arrombar banco em Castelo do Piauí