Economia e Negócios

Produção industrial cai 0,3% em julho ante junho, aponta IBGE

Em relação a julho de 2018, o indicador recuou em 2,5%, de acordo com o instituto.

Por  Estadão Conteúdo

A produção industrial caiu 0,3% em julho ante junho, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta terça-feira, 3, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O ajuste de sazonalidade significa que efeitos que ocorrem por conta de eventos periódicos, como mudanças climáticas, feriados, entre outros, foram desconsiderados para a análise, para que se saiba o que, de fato, aconteceu no setor.

O resultado veio bem abaixo da mediana esperada, que era positiva em 0,45%, segundo o Projeções Broadcast. A mediana foi calculada a partir do intervalo de estimativas que iam desde uma queda de 0,90% a um avanço de 1,60%. Este método - mediana - é realizado para excluir os resultados 'da ponta', ou seja, muito positivos ou muito negativos. Isso ajuda a reduzir as chances de distorção no resultado, assim como o ajuste de sazonalidade.

Em relação a julho de 2018, a produção caiu 2,5%. Nessa comparação, sem ajuste, as estimativas variavam de uma queda de 5,90% a alta de 0,70%, com mediana negativa de 1,20%.

No ano de 2019, a indústria teve queda de 1,7%. No acumulado em 12 meses, a produção da indústria acumulou recuo de 1,3%.

Bens de capital também caem 0,3%

A produção da indústria de bens de capital - artigos necessários para a produção de outros bens, como equipamentos, materiais de construção, entre outros - caiu 0,3% em julho ante junho. Na comparação com julho de 2018, o indicador avançou 6,6%. Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF).

No ano, houve elevação de 1,5% na produção de bens de capital. No acumulado em 12 meses, a taxa ficou positiva em 2,8%.

Em relação aos bens de consumo, a pesquisa registrou alta de 0,8% na passagem de junho para julho. Na comparação com julho de 2018, houve elevação de 1,5%. No ano, a produção de bens de consumo subiu 0,7%. No acumulado em 12 meses, a produção ficou estável (0,0%).

Na categoria de bens de consumo duráveis, o mês de julho foi de aumento de 0,5% ante junho. Em relação a julho de 2018, houve crescimento de 1,0%. Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve alta de 1,4% na produção em julho ante junho. Na comparação com julho do ano passado, a produção subiu 1,7%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção teve redução de 0,5% em julho ante junho. Em relação a julho do ano passado, houve uma diminuição de 5,4%. No ano, os bens intermediários tiveram redução de 3,0%. Em 12 meses, houve diminuição de 2,4% na produção.

O índice de Média Móvel Trimestral da indústria teve queda de 0,4% em julho.

Mais conteúdo sobre: