Oeiras - PI

Professora e alunos da Uespi sofrem ataque cibernético em palestra

Durante a palestra realizada pelo curso de licenciatura em História, a professora Marylu Alves e seus alunos sofreram xingamentos e ataques com vídeos pornográficos.

Camilla Menezes
Teresina
- atualizado

A Universidade Estadual do Piauí (Uespi) divulgou uma nota através das redes sociais repudiando o ataque cibernético sofrido durante uma palestra realizada pela plataforma Google Meet na noite dessa quarta-feira (23).

Em nota, a Uespi relatou que durante a palestra intitulada “Anticomunismo Brasileiro: Passado e Presente” realizada pelo curso de licenciatura em História, do campus Possidônio Queiroz em Oeiras, a professora Marylu Alves de Oliveira e os alunos que estavam presentes na palestra sofreram xingamentos e ataques em forma de imagens e vídeos pornográficos.

A palestra foi encerrada logo em seguida para evitar maiores constrangimentos. A universidade informou ainda que registrará uma denúncia sobre o caso na Delegacia Especializada em Crimes Virtuais.

Nota de repúdio! ??

A post shared by Universidade Estadual do Piauí (@uespioficial) on

Mais conteúdo sobre: