Altos - PI

Programa Saúde e Cidadania bate recorde na cidade de Altos

A 17ª edição do programa Saúde e Cidadania foi realizada na última sexta-feira (11).

- atualizado

A 17ª edição do programa Saúde e Cidadania, promovido da Prefeitura de Altos, realizou, na última sexta-feira (11), 3.593 procedimentos no bairro Santa Inês. Ao todo, o programa já realizou mais de 25 mil atendimentos.

Nesta edição, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 159 atendimentos clínicos gerais; 35 de ginecologia; 35 de cardiologia; 35 de pediatria; 375 de odontologia; 348 aferições pressão arterial; 448 testes rápidos de glicemia; 96 vacinas; 245 de glicemia capilar; 114 atendimentos do NASF; 98 atendimentos do CAPS; 198 orientações de prevenção ao câncer de mama; 47 requisições de mamografia e 150 orientações individuais do SAMU.

  • Foto: Divulgação/AscomPrograma Saúde e Cidadania bate recorde na cidade de AltosPrograma Saúde e Cidadania bate recorde na cidade de Altos

Já a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania contabilizou a emissão de 47 Passe Livre; 87 cadastros no Bolsa Família; 53 Benefícios de Prestação Continuada; 128 atendimentos de Assistência Social; 160 fotos ¾; emissão de 250 identidades (RG) e emissão de 138 Cadastro de Pessoa Física (CPF). A Secretaria Municipal de Educação contabilizou 350 procedimentos, entre desenhos, pinturas de rosto e contação de histórias.

"Essa foi a maior edição do Programa Saúde e Cidadania. Batemos todos os recordes de atendimento. A população atendeu ao chamado e compareceu em peso”, avalia o secretário municipal de Saúde, Nerirrony Lacerda.

A prefeita de Altos, Patrícia Leal, destaca que essa edição especial do Programa Saúde e Cidadania é mais um presente que a cidade recebeu em homenagem ao aniversário do município, comemorado nesse sábado (12).

“Entregamos obras e várias melhorias, além de toda a programação artística e cultural do aniversário de Altos e o Programa Saúde e Cidadania não poderia ficar de fora. Esse grande evento superou todas as expectativas”, conclui.

Mais conteúdo sobre: