Piauí

Projeto na Alepi quer que governo use asfalto ecológico no Piauí

"O asfalto ecológico também pode durar até 40% mais do que o asfalto normal, ou seja, é uma solução que pode garantir uma considerável economia aos cofres públicos”, afirmou Teresa Britto.

Bárbara Rodrigues
Teresina

Um projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) quer o uso de asfalto ecológico nas obras realizadas no Estado do Piauí. A proposta é de autoria da deputada estadual Teresa Britto (PV) e irá tramitar nas comissões técnicas da Alepi que vão decidir sobre a sua constitucionalidade.

Segundo a proposta, o poder executivo estadual estaria autorizado a implementar o uso do asfalto ecológico em suas atividades de pavimentação e recapeamento de rodovias, bem como de construção e recuperação de vias urbanas no âmbito do Estado do Piauí.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Obras de asfalto Obras de asfalto

Nesse caso, o asfalto ecológico teria em sua composição a borracha reciclada de pneus inservíveis, ou seja, aquele pneu usado que possui danos irreparáveis em sua estrutura. A deputada cita em sua justificativa para a aprovação da proposta, que esse tipo de asfalto já tem sido utilizado em outros estados.

“A utilização do asfalto ecológico traz vantagens não apenas para o meio ambiente, mas para a qualidade das ruas asfaltadas. Por ser produzido com pó de borracha, o asfalto ecológico ‘herda’ as características dos pneus e garante muito mais estabilidade e aderência, justamente pelo contato da borracha do asfalto com a borracha dos pneus dos veículos. O asfalto ecológico também pode durar até 40% mais do que o asfalto normal, ou seja, é uma solução que pode garantir uma considerável economia aos cofres públicos e empresariais”, afirmou Teresa Britto em sua justificativa.