Mundo

Putin diz que Rússia está aberta ao diálogo com os Estados Unidos

"Putin ressaltou que as relações Rússia-EUA são o fator mais importante para assegurar estabilidade estratégica e segurança internacional", disse o comunicado.

Por  Estadão Conteúdo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou em carta ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que a Rússia está aberta ao diálogo com o país norte-americano sobre diversos assuntos, de acordo com um resumo divulgado neste domingo pelo Kremlin. "Putin ressaltou que as relações Rússia-EUA são o fator mais importante para assegurar estabilidade estratégica e segurança internacional", disse o comunicado.

A relação entre os países está tensa, em meio às investigações sobre a interferência russa nas eleições norte-americanas e à disputa militar entre a Rússia e a Ucrânia, que fez Trump cancelar uma conferência com Putin que estava marcada para ocorrer durante a última reunião de cúpula do G-20.

  • Foto: AP Photo/Hau DinhVladimir Putin e Donald TrumpVladimir Putin e Donald Trump

Putin também enviou cartas ao presidente Michel Temer e ao presidente eleito Jair Bolsonaro. Para Temer, o presidente russo agradeceu pela cooperação e pelo entendimento mútuo entre ambos os líderes. Já para Bolsonaro, ele afirmou que as relações entre a Rússia e o Brasil estão "se desenvolvendo rapidamente" e que os países estão colaborando em política, comercio, economia, energia e cultura. Putin afirmou, também, que quer colaborar com o Brasil na agenda internacional, incluindo os Brics, que o Brasil presidirá em 2019.

As cartas fazem parte de uma tradição anual do líder russo, que costuma enviar mensagens a líderes mundiais no fim do ano. Neste ano, ele também enviou mensagens à primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, ao presidente da China, Xi Jinping, e ao Papa Francisco, entre outros.