Castelo do Piauí - PI

Radialista é preso em operação da Polícia Civil em Castelo do Piauí

Durante a operação, foram encontrados um veículo adulterado, além de títulos de eleitores e munições de arma de fogo.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil do Piauí deflagrou uma operação na manhã desta quarta-feira (21) em Castelo do Piauí e prendeu em flagrante o radialista Romário Mota, filho do ex-policial militar Elias Júnior, durante cumprimento de mandados de busca e apreensão. Na ocasião, foram encontrados um veículo adulterado, além de títulos de eleitores e munições de arma de fogo.

Em entrevista ao GP1, o delegado Aldely Fontenele informou que a Polícia Civil instaurou um inquérito no mês de janeiro deste ano em função de denúncias, dando conta que o ex-policial militar Elias Júnior possuía armas de fogo e se utilizava de uma empresa de segurança para cometer desmandos no município.

“Nós estávamos em busca de armas, pois a gente estava tentando combater um grupo de pessoas, as quais se valiam de uma empresa de segurança privada para fazer todos os desmandos possíveis e imagináveis na região. Então, para evitar que isso evoluísse, a gente achou por bem fazer essa ação preventiva, pois já imaginávamos que eles poderiam se tornar uma milícia armada, já que o proprietário da empesa de segurança, além de jornalista também é um ex-policial militar bem problemático, titular de muitas desavenças aqui na cidade”, ressaltou o delegado.

Ainda conforme o delegado Aldely Fontenele, durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, os policiais encontraram na casa do radialista Romário Mota um veículo modelo Ford Ecosport com a numeração do chassi raspada e no imóvel de sua ex-esposa munições de arma de fogo calibre .12 , além de título de eleitor.

“Muito provavelmente, como ele bem sabe, não deixaria algo à mostra. Então contra o filho nós encontramos apenas o carro. Na casa de uma ex-esposa dele foram encontrados os títulos e as munições. O Elias saiu ileso dessa vez, mas as investigações vão continuar”, pontuou.

Romário Mota foi autuado em flagrante por crime de receptação, pagou fiança e acabou sendo liberado logo depois. Participaram da operação ainda equipes da Delegacia Regional de Campo Maior com o apoio da Polícia Militar.

Por meio de nota, o radialista Romário Mota afirmou que não foi preso e que a numeração do chassi está apenas com desgaste no motor, mas as demais numerações que constaram no restante do carro conferem com as da documentação.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Eu, Romário Mota, quero esclarecer por meio desta nota que, em nenhum momento fui preso e nem se quer detido. Sobre a apreensão do meu carro Eco Sport, consta os números do Chassi nos vidros e na coluna da porta, só está desgastada a numeração ao lado do motor, mas as demais conferem com a documentação e o veículo não tem nenhuma restrição por roubo.

Sobre os documentos de pessoas encontradas na sede do Portal Tribuna em Foco (RG, CPF, Título de Eleitor), esses são deixados por populares que encontram os documentos nas ruas da cidade e deixem com a gente para que possamos anunciar e encontrar os devidos proprietários e, graças a audiência do portal, já conseguimos encontrar por diversas vezes os mesmos e fazer a devolução da documentação. Além disso, o gerente de uma instituição bancária da cidade nos repassou vários documentos que foram deixados na agência por clientes, para que pudéssemos divulgar e encontrar essas pessoas.

Já com relação a empresa de segurança, os vigilantes noturnos não possuem nenhuma arma de fogo e trabalham na noite portando tão somente um cassetete e um apito.

Deixo claro ainda que não temos nenhuma arma de fogo, assim como foi comprovado através da busca feita pelos policiais na minha residência e de meu pai (Elias Júnior), e que estamos à disposição da justiça para quaisquer esclarecimentos.

Por fim, quero aqui repudiar a atitude de algumas pessoas que acabam espalhando fakenews nas redes sociais, e aproveitam da situação para fazer politicagem e agredir a nossa família. Por outro lado, agradecemos a todos os amigos castelenses que nos apoiam e confiam em nosso trabalho.

Mais conteúdo sobre: