Teresina - PI

Reclamações triplicaram durante a pandemia, diz Procon Teresina

De acordo com o órgão, a maior parte das denúncias estão relacionados a preços abusivos de produtos.

Nathalia Carvalho
Teresina
- atualizado

O Procon Teresina registrou um aumento de 201,50% nas reclamações contra empresas durante a pandemia de coronavírus. O levantamento divulgado mostra o número triplicou entre março e junho se comparado com o mesmo período de 2019.

De acordo com a coordenadora geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, entre 16 de março e 30 de junho deste ano foram registradas 1.206 reclamações, nesse mesmo intervalo no ano passado foram registradas apenas 400.

“Dentre os casos, o maior número de reclamações está relacionado aos serviços essenciais, logo em seguida reclamações sobre valores abusivos de produtos, seguidos dos serviços privados e assuntos financeiros. Com isso, podemos constatar que houve um crescimento considerável nas reclamações contra empresas, mas particularmente não considero que esse aumento todo seja apenas por causa da pandemia. Temos que levar em consideração, que ano passado, época de nossa inauguração, não existia ainda fiscalização, além disso, as pessoas ainda estavam conhecendo o Procon Teresina”, explicou.

Boa parte das reclamações já foram registradas no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (SINDEC), que é um sistema informatizado que permite o registro de demandas individuais dos consumidores que recorrem aos Procons.

Como denunciar?

Por conta da pandemia, as denúncias e reclamações estão sendo realizadas por e-mail. O Procon Teresina disponibilizou os endereços eletrônicos [email protected] e o [email protected], para reclamações relacionadas a sistemas de educação como mensalidades abusivas e outra qualquer divergência envolvendo o setor.

O consumidor também pode utilizar o canal da Ouvidoria do Município de Teresina para tirar dúvidas ou registrar reclamações relacionadas a produtos com preços abusivos. Basta acessar a sua loja de aplicativos e baixar o Colab, disponível para Android e iOS.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Procon quer que faculdades sejam condenadas a pagar R$ 1 milhão no Piauí

Reclamações contra empresas do Piauí cresceram 57% em junho, diz Procon

Reclamações de compras na internet sobem 97% no Piauí, diz Procon

Mais conteúdo sobre: