Política

Seis homens invadem residência de vereador e agridem prefeito Arinaldo Leal

Segundo informações do advogado Davi Benevides, desde esta sexta-feira (3), tanto coordenador quanto sua esposa e irmã vinham sendo seguidos por homens em duas motos.

Wanessa Gommes
Teresina

O prefeito de Vila Nova do Piauí e presidente da APPM, Arinaldo Leal, que também é coordenador da campanha de Zé Filho no interior foi agredido na casa de um vereador no município de Vila Nova do Piauí por volta das 18 horas deste sábado (4).

Segundo informações do advogado do prefeito, Davi Benevides, desde ontem (3) que tanto o prefeito quanto sua esposa Milena e sua irmã Núbia vinham sendo seguidos por homens em duas motos. Na tarde de hoje, a prima do prefeito que também é esposa de um vereador do município recebeu a ligação de um homem que disse: "Avise ao Arinaldo que já matamos o Emídio Reis e pra matar mais um é muito fácil". Muito nervosa, a esposa do vereador ligou para o prefeito Arinaldo que foi até a sua residência.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Arinaldo Leal(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Arinaldo Leal
Ainda de acordo com o advogado, o prefeito chegou na residência e foi para a cozinha onde estavam o ex-prefeito José Navez, a prima e mais três senhoras. Já na cozinha, Arinaldo ouviu quando perguntaram por ele na porta da casa, foi quando entraram seis homens, dois que estavam armados ficaram na porta da cozinha e os outros quatro começaram a agredir o prefeito verbal e fisicamente. Arinaldo chegou a levar um tapa, foi empurrado no chão e ainda teve a camisa rasgada. "O prefeito ficou machucado no pescoço depois que puxaram a gola da camisa dele", disse Davi.

Davi contou ainda que no momento em que estava sendo agredido, as pessoas que estavam na residência foram para cima dos homens que foram embora logo em seguida. A polícia ainda foi comunicada, mas não conseguiu prender os agressores que estavam em motos com as placas cobertas. Os dois homens armados estavam de jaqueta preta e capacete com visores escuros.

Caso Emídio Reis


O ex-vereador de São Julião, Emídio Reis da Rocha, 51 anos, foi torturado e assassinado no dia 31 de janeiro de 2013. O vice-prefeito de São Julião, Fracimar Pereira, foi indiciado pela polícia como mandante do crime.

Curta a página do GP1 no facebook: http://www.facebook.com/PortalGP1