Piauí

Sejus nega fuga de 23 presos da Colônia Agrícola Major César

De acordo com a gerência da unidade prisional, não houve fuga, mas sim o não retorno dos detentos que foram beneficiados pela saída temporária do Natal e Ano Novo.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A secretaria estadual de Justiça do Piauí (Sejus) enviou, na tarde desta segunda-feira (21), nota negando a informação do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi) de que 23 presos haviam fugido da Colônia Agrícola Major César Oliveira, em Altos.

De acordo com a gerência da unidade prisional, não houve fuga, mas sim o não retorno dos detentos que foram beneficiados pela saída temporária do Natal e Ano Novo.

“Trata-se de balanço feito dos regressos da saída temporária de Natal e Ano Novo, direito concedido pelo Poder Judiciário por meio da Lei de Execução Penal. Dos quase 400 presos que foram contemplados com a saída, 11 não regressaram a unidade e por isso são considerados fugitivos”, informou.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A gerência da Colônia Agrícola Penal Major César informa que não houve fuga na unidade. Trata-se de balanço feito dos regressos da saída temporária de Natal e Ano Novo, direito concedido pelo Poder Judiciário por meio da Lei de Execução Penal. Dos quase 400 presos que foram contemplados com a saída, 11 não regressaram a unidade e por isso são considerados fugitivos. A gerência reforça que não houve fuga por questão estrutural ou por falta de vigilância.