Teresina - PI

Servidora estadual é vítima de sequestro relâmpago em Teresina

“A vítima procurou a delegacia por volta das 12h20 desta segunda-feira relatando que foi alvo de um sequestro relâmpago", afirmou o agente Hilton Barbosa, do 3º DP.

Wanessa Gommes
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

As polícias militar e civil prenderam, na tarde desta segunda-feira (18), um homem identificado como Kayke Hemerson Campelo de Aguiar, 25 anos, acusado de sequestro relâmpago contra uma servidora pública estadual. Ele foi preso no Residencial Deus Quer, na zona sudeste de Teresina.

Segundo informações do chefe de investigação do 3º Distrito Policial, Hilton Barbosa, o caso aconteceu no final da manhã. “A vítima procurou a delegacia por volta das 12h20 desta segunda-feira relatando que foi alvo de um sequestro relâmpago, ela é funcionária pública de uma secretaria que funciona no Centro Administrativo”, afirmou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Hilton BarbosaHilton Barbosa

“Ela relatou que quando saiu do serviço e entrou no veículo foi abordada por um indivíduo que de posse de uma arma branca colocou essa arma no seu pescoço e disse que ia matá-la se não sacasse dinheiro”, contou o policial.

Ainda de acordo com o agente, os dois passaram em dois lugares antes de sacarem o dinheiro. “Ela contou que eles passaram em dois caixas na Avenida Barão de Gurgueia, e num supermercado ela sacou mais de R$ 1,5 mil e ele todo tempo perto dela. Em seguida eles saíram e ele a deixou em um ponto de táxi na Barão, e fugiu”, declarou.

Após o relato, a polícia começou a investigar com o apoio da Polícia Militar. “Começamos a investigar e descobrimos que o indivíduo se tratava desse Kayke e juntamente com a Força Tática do 1º BPM e do 8º BPM, e Força Tarefa da Secretaria de Segurança fizemos as diligências e por volta das 17 horas conseguimos localizá-lo”, disse.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Identificação do acusado de sequestro relâmpagoIdentificação do acusado de sequestro relâmpago

“Ele estava em uma residência no Deus Quer e no momento ele estava usando crack e tomando cerveja. Ele reagiu à prisão porque estava muito drogado, com ele encontramos a faca, mas não conseguimos recuperar o dinheiro todo”, informou.

A polícia ainda encontrou um pé de maconha na residência de Kayke. “Encontramos um pé de maconha, de quase 1 metro, no quintal da casa. Ele disse que plantou para usar por causa do estresse, porque era estressado”, asseverou.

“Levamos ele até o 3º DP e a vítima o reconheceu. Vai ser feito o flagrante. Ele já responde por roubo e já é conhecido na área da Prainha”, finalizou.