Barras - PI

Sesapi confirma morte ocasionada por meningite em Barras

A criança de 11 anos morreu no mês de outubro e foi diagnosticada com meningite não especificada.

Liane Cardoso
Teresina
- atualizado

A Secretaria de Saúde esclareceu na manhã desta terça-feira (19) sobre as mortes com suspeita de meningite, na cidade de Barras. Dos três casos analisados, apenas um foi confirmado com a doença, os outros dois faleceram em virtude de problemas diferentes.

O caso comprovado foi de uma criança de 11 anos, residente no povoado Baixão da Liberdade. A vítima veio a óbito no mês de outubro, no Hospital Natan Portella, após ser diagnosticada com Meningite não especificada. A Sesapi ressalta que todas as medidas preventivas para a preservação da saúde das pessoas que tiveram algum contato com a criança, ficaram a cargo da secretaria de saúde de Barras.

Em relação aos outros casos relatados, não houve a confirmação da doença. A mulher de 50 anos, que faleceu em agosto, teve óbito registrado ocasionado por encefalite. E o adolescente de 17 anos, que morreu nesta segunda-feira (18) no Hospital Natan Portella, foi em virtude de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Sobre a doença

Segundo a Fundação Municipal de Saúde, a meningite é caracterizada pela inflamação das membranas do cérebro e pode ser causada por fungos, vírus ou bactérias. Quando tem origem bacteriana ou viral, a doença provoca sintomas como febre, dor de cabeça, vômito e rigidez do pescoço. Pode surgir ainda mal-estar, confusão mental e aumento de sensibilidade à luz. Em casos de bebês, os sintomas podem ser difíceis de serem percebidos.

Ainda de acordo com a FMS, após constatação dos sintomas, a população pode se dirigir aos estabelecimentos de saúde para receber atendimento médico. Para prevenir doenças em geral, como a meningite, a população deve manter o seu cartão de vacinação atualizado.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

FMS registra 47 casos de meningite e descarta surto em Teresina

Piauí registra quase metade das mortes por meningite de 2018