Política

Simpatizantes do PT de Batalha ateiam fogo em camisas do partido por suposta traição de vereadores

"Essa foi à segunda traição que o nosso partido sofreu ao longo desses últimos seis meses", disse Nonato.


Fonte - Ascom

Populares e simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT) do município de Batalha, atearam fogo em camisas da agremiação partidária em repúdio a posição de 2 vereadores petistas: Elexandro e Patricia Vasconcelos, que teriam traído o grupo em que eles faziam parte na eleição interna para a presidência da Câmara Municipal ocorrida no último dia 1º de janeiro.

De acordo com os vereadores opositores, os parlamentares petistas teriam declarado apoio a chapa 2 encabeçada pela vereadora Shammara Maria (PR) para a presidência do Poder Legislativo, mas na madrugada do dia 1º de janeiro, o presidente do Diretório do PT de Batalha (Adão Araujo) teria ligado para a vereadora Shammara na madrugada do dia que iria acontecer a eleição dizendo que os vereadores do PT não iria mais votar nela para presidente.

Imagem: DivulgaçãoSimpatizantes do PT de Batalha ateiam fogo em camisas do partido por suposta traição de vereadores (Imagem:Divulgação )Simpatizantes do PT de Batalha ateiam fogo em camisas do partido por suposta traição de vereadores 

 O vereador Neto Machado (PTB) esteve participando da manifestação e falou da sua indignação contra os vereadores petistas: “Estamos queimando essas camisas em repúdio a traição do PT de Batalha. O Adão não da murro em ponta de faca, ele sempre visa o lado financeiro”, disse Neto.

Imagem: Portal Rio LongáClique para ampliarCamisa pegando fogo(Imagem:Portal Rio Longá)Camisa pegando fogo

 

Já o vereador do PMDB, Nenem Celedone, disse que os vereadores do PT fizeram um ato de covardia e de desumanidade.

O presidente do PTC, Nonato Silva, esteve participando da manifestação e disse que a vereadora Patrícia Vasconcelos (PT) deu um golpe sujo no povo de Batalha.

“Essa foi à segunda traição que o nosso partido sofreu ao longo desses últimos seis meses”, disse Nonato.

Vale ressaltar que o Partido Trabalhista Cristão (PTC) era aliado do PT de Batalha. Por conta da suposta traição, vários filiados do PT de Batalha irão pedir desfiliação em massa por conta da posição dos vereadores. Com informações do Portal Rio Longá.

Mais conteúdo sobre: