Teresina - PI

Sindilojas propõe reabertura de lojas em horário reduzido no Piauí

Tertulino Passos detalhou que a ideia da proposta é que todo o comércio volte ao normal, com as lojas funcionando em pelo menos seis horas por dia.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O presidente do Sindicato dos Lojistas do Piauí (Sindilojas), Tertulino Passos, apresentou nesta quarta-feira (27) uma proposta de reabertura gradual do comércio em horário reduzido para o Governo do Piauí e para Prefeitura de Teresina.

Em entrevista ao GP1, Tertulino Passos, detalhou que a ideia da proposta é que todo o comércio volte ao normal, com as lojas funcionando em pelo menos seis horas por dia. A praça de alimentação dos Shoppings funcionando em oito horas diárias e os estabelecimentos em seis horas.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Tertulino Passos Tertulino Passos

Além da proposta em relação ao horário de funcionamento, também seria necessário estabelecer as regras de distanciamento e higienização, como por exemplo, funcionários e clientes usando máscara e álcool gel e a sanatização das lojas em prazos curtos de tempo.

“O plano apresentado seria de reabertura com horários reduzidos, as lojas de ruas com funcionamento em 6 horas, podendo encerrar o expediente as 15h e as lojas de shoppings também seguem o mesmo esquema, só que a praça de alimentação abrindo 12h e encerrando 20h”, disse Tertulino.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Tertulino Passos, presidente do Sindilojas Tertulino Passos, presidente do Sindilojas

Protocolos discutidos

O governador Wellington Dias se reuniu, nesta quarta-feira (27), com o Comitê de Operações Emergenciais (COE), por videoconferência, para tratar sobre o planejamento da retomada das atividades econômicas de forma gradual, segmentada e regionalizada por territórios de desenvolvimento do estado.

De acordo com Dias, após análise da situação dos protocolos de saúde de cada território, será feita a avaliação da situação econômica. “Começaremos a estudar uma organização em cada território do estado para saber, por exemplo, quantos leitos clínicos e de UTI cada território possui, bem como o nível de infecção para, assim, se fazer uma avaliação de uma retomada ou até retraída, caso essa retomada faça com que os casos aumentem”, explicou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Wellington DiasWellington Dias

Para reabertura serão considerados critérios como o índice econômico que vai representar 30% no peso dessa tomada de decisão e o índice epidemiológico com 70%.

Será um protocolo com recomendações higiênico-sanitárias a ser cumprido pelas empresas, a fim de proteger tanto os colaboradores quanto os clientes. Esse plano é voltado às empresas com menos de 20 colaboradores, que não possuem Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

As empresas com mais de 20 trabalhadores já têm como critério possuir a Cipa que deve estar alinhada aos instrumentos de Saúde do Trabalhador, além de agora também incluir os riscos ocupacionais da Covid-19 no ambiente de trabalho.

Os protocolos também devem ser estendidos aos servidores dos órgãos públicos estaduais, já em fase de apreciação pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seadprev). Os documentos serão ainda disponibilizados para consulta pública.

Confira o plano de reabertura do Sindilojas

Horário de funcionamento das lojas

8h – 14h ou 9h – 15h

Shoppings

Praças de alimentações: 12h – 20h

Lojas do Shopping: 14h – 20h

Regras para clientes e funcionários

Clientes e funcionários de lojas devem usar máscaras e álcool gel. As lojas devem ser sanatizadas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias discute protocolos para retomada das atividades econômicas

Respiradores recuperados em SP vão para três hospitais de Teresina

Firmino Filho vai apresentar regras para retorno da atividade comercial

Mais conteúdo sobre: