Piauí

SSP vai classificar risco de presos por aplicativo no Piauí

O aplicativo vai funcionar utilizando a impressão digital dos detentos.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Com a nova reforma administrativa do governador Wellington Dias (PT), a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí (SSP-PI), vai receber investimentos para desenvolver um aplicativo, que vai classificar os riscos dos detentos do sistema prisional do Piauí.

O secretário de segurança, coronel Rubens Pereira, disse nesta segunda-feira (18), que o objetivo da ideia é traçar os perfis das pessoas que estão presas e assim poder dar oportunidade aos que queiram retornar ao convívio social.

“Nós queremos traçar o perfil, conhecendo cada um deles [detentos] e fazendo esse monitoramento que o estado do Piauí já vem fazendo, mas agora com mais qualidade, queremos acionar Ministério Público, Poder Judiciário e o próprio Estado, com políticas estaduais para essas pessoas que querem voltar ao convívio social pacífico, que terão essa oportunidade”, disse o secretário.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Secretário de Segurança, coronel Rubens PereiraSecretário de Segurança, coronel Rubens Pereira

Ainda de acordo com Rubens Pereira, alguns cortes estão sendo realizados pela Secretaria de Segurança, mas o secretário afirma que não irão afetar no andamento de atividades da Polícia Civil e militar do Piauí.

“Nesses cortes que o estado está fazendo, para manter a máquina pública, estamos priorizando policiamento ostensivo e investigações, então essas demandas não sofreram, estamos também colaborando nos cortes de despesas, mas nenhum que vá interferir na ação da Polícia Civil e militar”, ressaltou o secretário.

O aplicativo vai funcionar utilizando a impressão digital dos detentos, assim a Secretaria de Segurança poderá ter uma base de dados para direcionar o atendimento específico para quem comete crimes no Piauí. Cada pessoa presa será classificada como de baixa, média, ou alta periculosidade.