Brasil

TCU dá 15 dias para governo enviar plano de licitação da Rodrimar

A empresa é alvo de investigação sobre o chamado decreto dos portos, que acusa a Rodrimar de pagar propina ao presidente Michel Temer.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Nesta quarta-feira (15) o Tribunal de Contas da União (TCU) deu um prazo de 15 dias para que o Ministério dos Transportes envie o plano de licitação do terminal de movimentação de carga, operado pela empresa Pérola, do Grupo Rodrimar, do Porto de Santos.

O órgão fiscalizador deu também cinco dias para que a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) relate a quantidade de carga movimentada no terminal e qual seria as alternativas caso haja o despejo da Rodrimar.

  • Foto: Facebook/TCUTribunal de Contas da UniãoTribunal de Contas da União

A empresa é alvo de investigação sobre o chamado decreto dos portos, que acusa a Rodrimar de pagar propina ao presidente Michel Temer para ser beneficiado com um decreto alterado pelo chefe do executivo. O decreto permitiu que as concessões para a exploração dos portos, assinadas após 1993, fossem prorrogadas por mais 35 anos sem licitação.