Marcolândia - PI

TJ reduz pena de homem que matou ex-jogador de futebol no Piauí

A decisão foi publicada no Diário Oficial de Justiça nesta segunda-feira (18). O relator foi o desembargador Edvaldo Pereira de Moura.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A 1ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) reduziu para 13 anos a pena de Francisco de Souza Silva, condenado por assassinar a facadas o ex-jogador de futebol, Reginaldo Gomes Ferreira, no município de Marcolândia, no dia 30 de março de 2016.

A decisão foi publicada no Diário Oficial de Justiça nesta segunda-feira (18). O relator foi o desembargador Edvaldo Pereira de Moura. Nos autos, o órgão concordou que o réu confessou seu crime e que o ato contribui para a atenuar a pena.

  • Foto: DivulgaçãoMaria de Lourdes e Francisco Silva, acusados de homicídioMaria de Lourdes e Francisco Silva, acusados de homicídio

Ainda conforme a 1ª Câmara Especializada Criminal, a prisão de Francisco de Souza ainda é considerada necessária por conta da gravidade do crime e sua liberdade colocaria em risco a ordem pública.

Condenação

No dia 6 de setembro de 2017, o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Marcolândia acatou a tese da acusação e condenou dos primos Francisco de Souza Silva e Maria de Lourdes Ferreira por homicídio qualificado contra o ex-jogador de futebol, Reginaldo Gomes Ferreira.

O juiz presidente da sessão, Clayton Rodrigues de Moura Silva, fixou a pena em 14 anos de reclusão, em regime fechado, para cada um.

A defesa de Francisco de Souza Silva sustentou a tese de legítima defesa e de forma subsidiária pediu o reconhecimento do homicídio privilegiado e a inexistência das qualificadoras e a defesa de Maria de Lourdes Ferreira alegou a inexistência de autoria e de forma subsidiária a inexistência de qualificadores.

Foi negado ainda aos denunciados o direito de recorrerem em liberdade, pois estiveram presos durante toda a fase processual.

O crime

Reginaldo Gomes Ferreira, de 59 anos, foi morto a facadas, dentro de uma pousada de sua propriedade, localizada no município de Marcolândia, a aproximadamente 416 km da capital, Teresina.

A ex-esposa do ex-jogador, Maria de Lourdes Ferreira, é acusada de contratar pela quantia de R$ 500,00, Francisco de Souza Silva, de 34 anos, que confessou ter assassinado a vítima, com pelo menos três golpes de faca, que dormia no quarto da própria pousada. Maria e Francisco são primos.

Francisco confessou que Maria de Lourdes havia mandado assassinar também o filho de Reginaldo, que não teve o nome revelado. O rapaz é fruto do relacionamento do ex-jogador com uma mulher de Portugal, e o mesmo tinha discutido com a acusada uma semana antes do crime.

Reginaldo era empresário, proprietário da Pousada Portuguesa e jogou pelos times Tiradentes, do Piauí, Santa Cruz, em Recife e do Porto, equipe de Portugal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ex-jogador Reginaldo Ferreira é morto a facadas em Marcolândia

Tribunal do Júri condena primos pela morte de ex-jogador piauiense