Coronavírus no Piauí

TRE-PI inicia retorno das atividades presenciais dia 14 de setembro

Uma comissão já elaborou estudo sobre a retomada do trabalho presencial de forma segura que prevê a adoção de medidas de segurança e preventivas para evitar o contágio e a disseminação do coronavírus.

Wanessa Gommes
Teresina

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) deve iniciar, na segunda-feira (14), o retorno gradual do trabalho presencial no âmbito da Justiça Eleitoral do estado.

Uma comissão já elaborou estudo sobre a retomada do trabalho presencial de forma segura que prevê a adoção de medidas de segurança e preventivas para evitar o contágio e a disseminação do novo coronavírus (covid-19).

Segundo o TRE, a prioridade é preservar a saúde e a vida humana do magistrado, servidores e demais colaboradores no processo de retomada gradual dos trabalhos presenciais, de forma que se deve considerar a segurança e saúde de todos os envolvidos nesse processo de preparação e realização das Eleições municipais 2020.

Consta ainda que o Serviço de Atenção à Saúde (SAS) desenvolveu um protocolo de saúde contendo uma série de procedimentos para assegurar a minimização do risco de contrair a covid-19.

Dentre as principais orientações do protocolo estão:

- Fornecimento de máscaras que cubram nariz e boca para uso por todos durante a permanência nas dependências dos prédios da Justiça Eleitoral;

- Adequação estrutural necessária para disponibilizar a lavagem das mãos ou higienização das mesmas com álcool em gel;

- Fornecimento de outros equipamentos de proteção individual, conforme o caso (exemplo: protetor facial para servidores dos cartórios);

- Adequação estrutural do local de trabalho, permitindo distanciamento seguro entre os servidores;

- Priorização do trabalho remoto para servidores que tenham maior risco de evoluir para formas graves de COVID-19;

- Triagem da temperatura na entrada ao trabalho para minimizar que pessoas doentes permaneçam no trabalho;

- Orientação sobre higienização do ambiente de trabalho e de suas superfícies, minimizando a contaminação das mesmas pelo vírus da COVID-19, dentre várias outras.