Piauí

Usuários levantam tags no Twitter para falar de abusos em Teresina

Um gerente do Banco do Brasil é acusado de pegar os dados das clientes para adicioná-las no Facebook. O BB respondeu a usuária.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Uma teresinense, usuária do Twitter, teve a ideia de que as mulheres da Capital expusessem situações de relacionamentos abusivos que já viveram. O objetivo da campanha era ajudar mulheres a identificar possíveis relacionamentos abusivos e dar visibilidade à causa. A tag #SerasadosBoysThe foi uma das mais comentadas no país e ficou entre os Trending Topics do Twitter.

  • Foto: Reprodução/TwitterSerasa dos Boys TeresinaSerasa dos Boys Teresina
  • Foto: Reprodução/TwitterSerasa dos Boys TheSerasa dos Boys The

Nos relatos, as mulheres não publicam os nomes dos agressores, mas algumas pessoas comentam já conhecer o ritual seguido. Em um dos casos, uma mulher acusou um gerente do Banco do Brasil de colher os dados das clientes para adicioná-las no Facebook.

Também no Twitter, o Banco do Brasil se pronunciou pedindo desculpas e pediu para que a vítima entrasse em contato via mensagens diretas. “Me explica por lá quando isso aconteceu e todos os detalhes que tiver, por favor.”

  • Foto: Reprodução/TwitterBanco do Brasil responde usuária que acusa gerente de assédioBanco do Brasil responde usuária que acusa gerente de assédio

Professores também são denunciados e mesmo que os nomes não sejam expostos, algumas pessoas relatam conhecê-los.

Serasa das Girls

Em contrapartida à iniciativa, alguns usuários levantaram a tag #SerasadasGirlsThe, onde homens e mulheres expõem possíveis defeitos de mulheres da capital. Nas publicações é possível observar um grande número de perfis falsos.

  • Foto: Reprodução/TwitterSerasa das GirlsSerasa das Girls

Mais conteúdo sobre: