Teresina - PI

Wellington Dias diz que prioridade será reduzir mortalidade infantil

"Hoje acertamos aqui de priorizar algumas áreas como essa relacionada à redução do trabalho escravo da região, redução da mortalidade infantil", afirmou.

Wanessa Gommes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
Victória Xavier
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O governador Wellington Dias conversou com a imprensa, no final da tarde desta quarta-feira (21), após encontro com os outros governadores do Consórcio Nordeste, que aconteceu no Blue Tree Towers Hotel (Rio Poty), no bairro Ilhotas, em Teresina.

Para Wellington, essa união dos estados é importante para fortalecer a busca de recursos. “O Piauízinho chegar sozinho lá na China, só tem um peso, agora o Nordeste chegar junto, com as propostas diárias, que também o Piauí tem grande potencial de energias, infraestruturas, minério, certamente o impacto é muito maior”, afirmou.

  • Foto: Brunno Suênio/GP1Wellington DiasWellington Dias

A prioridade do consórcio, segundo Dias, além de trazer indústrias, gerar empregos e fazer parcerias público-privadas, é reduzir as taxas de trabalho escravo e mortalidade infantil. “Hoje acertamos aqui de priorizar algumas áreas como essa relacionada à redução do trabalho escravo da região, redução da mortalidade infantil, isso sinaliza que de um lado estamos de olho no econômico, mas não perdendo de vista o social, que é um desafio grande para toda a região”, declarou.

O governador explicou ainda como o Piauí ganha com o consórcio. “Ele ganha na escala, ou seja, eu cito o exemplo do Nordeste Conectado, uma coisa é você apresentar um projeto pensando só no Piauí, outra coisa é para uma região inteira, então isso coloca uma redução de custos muito maior e ganha o povo, ganha o setor público e o setor privado, também quando olhamos um projeto que às vezes parece ser só do Piauí como de uma ferrovia ou de um porto, mas quando olhamos com uma visão de região eu acho que isso permite que possamos realizar um investimento em um estado que nem sempre é necessário fazer em todos os estados”, esclareceu.

“Então, um estado tem suas estratégias próprias, mas ele não pode realizar um investimento para derrubar o outro, então eu acho que essa integração no ponto de vista prático, é mais eficiente”, finalizou.

Participam do evento os governadores João Azevêdo (PB), Fátima Bezerra (RN), Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE), Flávio Dino (MA), Belivaldo Chagas (SE), os vice-governadores Luciano Barbosa (AL) e Luciana Santos (PE), o prefeito de Teresina, Firmino Filho, deputado Themístocles Filho, e outras autoridades.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

"Ganha o Nordeste e ganha o Piauí”, diz Wellington Dias após encontro

No Piauí, Fátima Bezerra diz que Bolsonaro não tem senso de realismo

Wellington Dias defende trabalho integrado entre estados do Nordeste