Teresina - PI

Wellington Dias quer manter base unida mesmo com embate eleitoral

“É possível sim [manter a base unida]. As disputas são normais”, ponderou o governador do Estado à nossa reportagem.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O governador Wellington Dias (PT-PI) aposta na unidade da base aliada mesmo diante dos impasses comumente observados em qualquer disputa eleitoral. Durante entrevista ao GP1, neste sábado (25), o chefe o Palácio de Karnak lembrou que em todo processo eleitoral existem disputas e que elas são normais.

“É possível sim [manter a base unida]. As disputas são normais”, ponderou o governador do Estado à nossa reportagem. Wellington Dias iniciou uma sequência de reuniões com os partidos que dão sustentação à sua base aliada. Ele já esteve com a bancada do MDB e na última sexta-feira (24), com os deputados estaduais do Progressistas.

  • Foto: Alef Leão/GP1Governador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

O governador está fazendo um raio-x dos municípios onde ocorrerão embates entre seu partido, o PT, e as siglas aliadas. Wellington tem pedido maturidade para que os efeitos negativos das eleições municipais não respinguem na administração estadual e muito menos no pleito de 2022, quando ele planeja renunciar ao cargo de governador para concorrer, mais uma vez, ao Senado Federal.

Ciro Nogueira

Atualmente, a relação mais tensa na base aliada do Governo, ocorre entre Wellington Dias e o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, que já admitiu publicamente um estremecimento entre PP e PT. O senador chegou a avisar que as disputas entre os dois partidos em alguns municípios deverão ser mais ferrenhas este ano.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington vai receber a bancada do PP após 'aviso' de Ciro Nogueira

Wellington Dias discute sucessão municipal com a bancada do MDB

Wellington Dias e Ciro Nogueira vão se reunir na próxima semana